Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

RS: Em queda gradual, nível do Guaíba volta a ficar abaixo de 5 metros

Após três dias próximo do recorde, águas do lago recuaram a 4,92 metros no início desta quinta-feira

Por Felipe Barbosa Atualizado em 16 Maio 2024, 12h22 - Publicado em 16 Maio 2024, 07h05

O nível do Lago Guaíba, em Porto Alegre, voltou a ficar abaixo de 5 metros, segundo medição da Agência Nacional de Águas (ANA), após três dias. Às 11h15 desta quinta-feira, 16, a medição marcava 4,92 metros, o que indica uma queda constante desde a madrugada de quarta-feira 15, quando estava em mais de 5,20 metros, próximo do recorde de 5,33 metros atingido no último dia 5.

Apesar de ainda estar bem acima da cota de inundação, que é de 3 metros, a medição confirma o que previa o Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) diante do menor nível de chuvas no estado nos últimos dias. A expectativa agora é que as águas recuem das ruas inundadas da capital do Rio Grande do Sul – em algumas regiões, isso já acontece.

Há, porém, previsão de retorno das chuvas no estado nesta quinta. Segundo o MetSul, “os volumes devem provocar uma nova alta de menor proporção dos rios com nascentes na Serra, mas um segundo repique de cheia não será significativo como o do começo da semana. A maior preocupação é com o risco de deslizamentos na Serra, uma vez que o solo segue saturado e instável”.

Segundo a prefeitura de Porto Alegre, oito das 23 casas de bombas que revertem as águas do Guaíba para fora da capital estão operando. Nos últimos dias, as equipes municipais têm trabalhado para restaurar o funcionamento da Estação de Bombeamento de Água (EBAB) Moinhos de Vento, mas não há confirmação se as máquinas voltaram a operar na manhã desta quinta.

Até o momento, segundo o último boletim da Defesa Civil do Rio Grande do Sul divulgado às 9h de hoje, as chuvas afetaram quase 2,3 milhões de pessoas no estado, deixaram 151 mortos, 104 desaparecidos e 806 feridos. Mais de 76 mil pessoas e quase 12 mil animais foram resgatados. O número de pessoas fora de suas casas ultrapassa os 625 mil.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.