Clique e assine com até 92% de desconto

Rocinha: vídeo mostra helicóptero da polícia na mira do tráfico

Confrontos em favela da zona Sul carioca deixaram mortos e feridos, entre eles uma adolescente de 16 anos

Por Luisa Bustamante Atualizado em 10 dez 2018, 09h23 - Publicado em 6 out 2017, 22h06

O clima de guerra voltou a aterrorizar moradores da Rocinha, na zona sul do Rio de Janeiro, na madrugada desta sexta-feira (6). Menos de uma semana depois da saída das Forças Armadas, o morro voltou a ficar sob intenso tiroteio entre bandidos e policiais. Dois homens morreram e duas pessoas ficaram feridas, uma delas uma adolescente de 16 anos atingida nas costas dentro de casa. Ela foi socorrida, passou por uma cirurgia e seu estado de saúde é estável.

Durante a tarde, um helicóptero da polícia que sobrevoava a favela foi alvo de disparos de traficantes escondidos na mata. Horas antes, policiais do Batalhão de Operações com Cães entraram em confronto com traficantes, e um suspeito foi atingido na virilha e encaminhado ao hospital. Uma foto que circula nas redes sociais mostra um policial carregando o ferido em um carrinho para transporte de gás, em meio a olhares atentos de moradores. De acordo com a polícia, o homem portava uma pistola 9 mm que foi apreendida.

Ferido em confronto com policiais na Rocinha é socorrido em carrinho para transporte de gás (Foto de leitor/Reprodução)

A Rocinha vive uma guerra há mais de duas semanas por causa da disputa entre traficantes pelo controle do tráfico, considerado o mais lucrativo do Rio de Janeiro. No centro do confronto está o rompimento entre dois bandidos, Antônio Bonfim Lopes, o Nem, preso em Rondônia, e Rogério Avelino dos Santos, o Rogério 157, que hoje comanda a venda de drogas no morro.

https://www.youtube.com/watch?v=wnmK6OnskZU

No último dia 17 de setembro, Nem, insatisfeito com o ex-aliado, tentou retomar a área, o que desencadeou intensos tiroteios e levou a polícia e as Forças Armadas a ocuparem a favela. Rogério 157 é procurado pela polícia, e o Portal dos Procurados do Disque Denúncia pede 50 000 reais por informações que levem à sua captura.

Continua após a publicidade
Publicidade