Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Roberto Dinamite confirma partida do Vasco contra o Ceará, na quarta-feira

Presidente cruzmaltino nega intenção de remarcar o jogo e quer que o time vença para dedicar resultado ao técnico Ricardo Gomes, internado

Por Leo Pinheiro, do Rio de Janeiro 29 ago 2011, 18h22

O jogo do Vasco contra o Ceará pela primeira rodada do segundo turno do Campeonato Brasileiro, marcado para esta quarta-feira, às 18h, no Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, está confirmado. Quem afirma é o presidente do clube, Roberto Dinamite. Durante a visita que fez ao técnico Ricardo Gomes na UTI do hospital Pasteur, no Méier, zona norte do Rio, no início da tarde, o mandatário cruzmaltino negou que pediria adiamento da partida por conta do estado de saúde do técnico do time. “Vou para São Januário para discutir isso com a diretoria e depois disso terei a decisão definitiva, mas a idéia é a gente entrar em campo na quarta para vencer e dedicar a vitória ao Ricardo”, disse Dinamite.

Segundo Roberto, quem comandará o time na primeira partida sem o treinador titular será o auxiliar técnico Cristovão Borges. Dinamite declarou que ainda é cedo para fazer mudanças no comando do time, mas deu a entender que na reunião com a diretoria do clube também serviria para definir se o time deve seguir com Cristóvão como técnico ou se o Vasco partiria para a contratação de um nome de peso para ocupar a vaga de Gomes enquanto ele se recupera. “Será uma reunião para resolver todos os problemas”, despistou Roberto.

Um funcionário do clube que preferiu não se identificar afirmou que, apesar do clube estar de braços abertos para receber Ricardo Gomes, após a sua melhora, alguns nomes já estão sendo ventilados porque todos no clube acham que dificilmente o treinador estará totalmente recuperado até o fim do Brasileirão e da Copa Sul-Americana, as duas competições que o Vasco está disputando neste segundo semestre.

O técnico do time carioca sofreu um AVE (Acidente Vascular Encefálico) no último domingo, enquanto dirigia o Vasco contra o arqui-rival Flamengo. De acordo com o médico do clube, Alexandre Campelo, um dos motivos da isquemia pode ter sido as fortes emoções do jogo. “É muito difícil definir o que é causa e efeito em um caso desses. Mas provavelmente o AVE foi causado por um pico hipertensivo”, explicou. Na noite de domingo, a pressão arterial de Ricardo Gomes chegou a 19 por 12. O treinador está sendo mantido em coma induzido pela equipe de José Antônio Guasti, neurocirurgião que o operou. O paciente deverá acordar do estado de sedação nas próximas 48 horas.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)