Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rio se prepara para chuvas fortes; escolas públicas suspendem aulas

Na noite de terça-feira 12, foram registradas fortes pancadas em Guaratiba, Recreio dos Bandeirantes e Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade

A cidade do Rio de Janeiro, que espera por chuvas de alta intensidade nesta quarta-feira 13, registrou pancadas fortes na noite desta terça-feira 12 em diversos bairros, segundo o Centro de Operações da Prefeitura. Os principais núcleos de chuva forte foram identificados em Guaratiba, Recreio dos Bandeirantes e Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade.

Nesta quarta-feira, a previsão é que a passagem de uma frente fria deixará o tempo instável na cidade, com aumento da nebulosidade ao longo do dia e previsão de pancadas de chuva forte a muito forte, acompanhadas de rajadas de vento forte e raios, a qualquer hora do dia, sendo mais intensas a partir da tarde.

As escolas das redes estadual e municipal do Rio não terão aulas amanhã, como parte das ações para reduzir os efeitos de eventuais tempestades.

Na noite desta segunda-feira, concessionária de energia Light informou que está faltando luz no Jardim Botânico, na zona sul, devido a queda de um galho de árvore na rede de alta-tensão. Técnicos da companhia estão no local para restabelecer o fornecimento de energia. Falta luz também em Barra de Guaratiba, onde choveu forte agora à noite.

O Centro de Operações registrou bolsões d’água na Avenida Epitácio Pessoa com Vinícius de Moraes, em Ipanema, e também na Linha Vermelha, que liga o Aeroporto Tom Jobim a municípios da Baixada Fluminense.

Limpeza da cidade

Desde o temporal da última quarta-feira (6), as equipes da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) recolheram 9.925 toneladas de terra, lama e resíduos. No total, foram registradas 781 quedas de árvores.

As equipes de limpeza tem ainda de retirar 70 árvores que não estão obstruindo vias, mas que precisam ser removidos para facilitar o trânsito de pedestres.

Os ventos chegaram a uma velocidade de 110 quilômetros por hora (km/h), na zona sul do Rio e 116 km/h, na Marambaia, na zona oeste. Segundo meteorologistas, a partir de 118 km/h, a ventania pode ser considerada um tornado.

Nesta terça-feira, a Comlurb intensificou o trabalho em São Conrado, com a remoção de 269 toneladas de resíduos. No bairro, foram removidas 2.055 toneladas de detritos nos últimos quatro dias.

Rocinha e Vidigal

Nas comunidades da Rocinha e do Vidigal, em São Conrado, as regiões mais atingidas da zona sul, a Comlurb concentrou as equipes nos serviços de varrição, raspagem de lama e remoção. Para esta quarta-feira, o serviço de remoção de entulhos e bens inservíveis prossegue na comunidade.

A companhia pede que os moradores não coloquem lixo e entulho nas ruas, mas em uma das 49 caixas coletoras dispostas ao longo da Estrada da Gávea. Os moradores do Vidigal devem colocar o lixo em caixas coletores na Rua João Goulart, no Mercadinho, no Caminho Boavista e na Biquinha.

(Com Agência Brasil)