Clique e assine a partir de 9,90/mês

Rio recolhe 136 toneladas de lixo do sambódromo e dos blocos

Por Da Redação - 7 fev 2016, 13h51

A Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) recolheu 136 toneladas de lixo do sambódromo e das ruas por onde passaram blocos de Carnaval neste sábado na cidade do Rio de Janeiro. No segundo dia dos desfiles das Escolas de Samba do Grupo A, na Marquês de Sapucaí e entorno, quase 500 garis retiraram 23,76 toneladas de resíduos, além de 3,73 toneladas de material reciclável, da passarela. Outras 108 toneladas de detritos foram recolhidos nas passagens dos blocos pelas ruas da cidade.

Para a limpeza do sambódromo e imediações, foram usados 67 máquinas e equipamentos, como mini varredeiras e sopradores, caminhões basculantes, compactadores e pipas d’agua (com água de reuso), além de pás carregadeiras. A Comlurb disponibilizou 1.160 contêineres para descarte dos resíduos na passarela.

Na Zona Sul e no centro do Rio foram recolhidas 89,22 toneladas de lixo. Os blocos que mais despejaram resíduos no sábado de Carnaval foram O Cordão da Bola Preta, com 29,5 toneladas; o bloco da Favorita, 12,4 toneladas; a Banda de Ipanema, 12,1 toneladas; o Empolga, 5,5 toneladas e o Céu da Terra, com 2,8 toneladas de detritos. Para evitar o acúmulo de lixo por onde desfilaram os blocos de rua, até 1.100 garis atuam por dia.

Leia mais:

Continua após a publicidade

Confira imagens da Banda de Ipanema, tradicional bloco carioca

(Com Agência Brasil)

Publicidade