Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Rio cria comitê de gestão de crise para tragédia da chuva

Representantes do governo e das prefeituras da Baixada formarão ainda um Gabinete Integrado. Todas as ações serão coordenadas pelo vice-governador

Por Da Redação - 12 dez 2013, 15h42

Diante do caos e da tragédia causados pelas chuvas no Rio de Janeiro, que atingiram principalmente a Zona Norte da capital e municípios da Baixada Fluminense, o governo do Estado decidiu criar o Gabinete Integrado da Baixada, com representantes do Estado e das prefeituras da região, e anunciou a formação de um comitê de gestão de crise.

Leia também:

Confirmada terceira morte pelas chuvas no Rio

Rio, cidade submersa: obras recém-inauguradas não resistem à primeira chuva

Publicidade

O comitê, que funcionará no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na Cidade Nova, região central da capital, será coordenado pelo vice-governador, Luiz Fernando Pezão (PMDB), segundo informações divulgadas no Twitter pelo governo do Estado. Pezão é coordenador de Infraestrutura do Estado e pré-candidato ao governo nas eleições de 2014. O anúncio foi feito durante reunião entre o governador Sérgio Cabral (PMDB), o vice Pezão e os prefeitos da Baixada.

“Sabemos que temos que trabalhar juntos e o que vem por aí”, afirmou Cabral sobre a possibilidade de novas chuvas no Estado. Pelo menos 600 famílias deverão ser retiradas de casas em áreas de risco e receberão aluguel social. O prefeito de Queimados, Max Lemos, disse que há 1.900 desalojados no município.

Petrópolis – Em Petrópolis, na Região Serrana, a Defesa Civil registrou 35 ocorrências entre quarta-feira e quinta-feira. Entre os casos está o de uma casa interditada no bairro Independência. O imóvel construído na beira do rio perdeu sustentação. Os moradores foram para a casa de parentes. No Alto da Serra, um deslizamento derrubou um muro, que provocou rachadura na parede da cozinha de uma casa. O cômodo foi interditado e a família orientada a deixar o local em caso de novas chuvas. As equipes de socorro estão em estado de atenção, monitorando índices pluviométricos.

Nova Iguaçu – A Secretaria Municipal de Defesa Civil e Ordem Pública anunciou que cerca de 100 homens estão trabalhando no distrito de Austin, em Nova Iguaçu, e uma equipe será enviada para o bairro Nossa Senhora da Conceição, após reclamação de moradores, que afirmaram que trabalham por conta própria para retirar a lama e o barro que tomou conta das ruas.

Publicidade

Leia também:

Baixada Fluminense registra as duas primeiras mortes pelas chuvas

Casas prometidas por Dilma para as vítimas da chuva ficaram no papel Caminhões são saqueados na Avenida Brasil

Publicidade

Rua 28 de Setembro, em Vila Isabel

Moradores registraram o alagamento na 28 de Setembro, principal rua de Vila Isabel, que liga o bairro à Tijuca e ao Centro.

Ruas alagadas na Zona Norte do Rio

As primeiras horas da chuva, na noite de terça-feira, na Zona Norte do Rio.

Publicidade

Alagamento em Guadalupe

Ruas de Guadalupe alagadas no início da manhã desta quarta-feira.

Chuva na Zona Norte do Rio

Moradores de Guadalupe tentam voltar para casa em segurança, na manhã desta quarta-feira.

Publicidade

Alagamento em Mesquita, na Baixada Fluminense

A chuva alagou ruas de Mesquita, na Baixada Fluminense, no início da madrugada.

Alagamentos na Pavuna

Ruas da Pavuna alagadas na manhã desta quarta-feira.

Publicidade

Em Olaria, moradores ficaram ilhados

No bairro de Olaria, na Zona Norte, ruas foram transformadas em rios pelos alagamentos.

Transbordamento do Rio Botas, em Nova Iguaçu

Morador registra o transbordamento do Rio Botas, em Nova Iguaçu.

Publicidade

Ruas alagadas na Zona Norte

Morador da Zona Norte registra alagamentos no início da manhã.

Alagamento no Jardim América

Morador do Jardim América, na Zona Norte, têm dificuldade para sair de casa na manhã desta quarta-feira.

Publicidade

Ruas alagadas no Jacarezinho

Alagamentos no Jacarezinho, na Zona Norte.

Caminhão é saqueado em Irajá

Moradores de Irajá flagraram o momento em que um caminhão é saqueado na Avenida Brasil.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade