Clique e assine a partir de 9,90/mês

Restaurante causa polêmica por proibir refeições a morador de rua

Caso ganhou destaque nas redes sociais, onde foi duramente criticado por usuários, que marcaram protesto para sábado; estabelecimento já retirou placa

Por Bianca Lemos - 21 jul 2017, 14h05

Após a polêmica envolvendo a acusação de jatos d’água disparados contra moradores de rua por equipes da prefeitura e uma morte por hipotermia nas ruas de São Paulo,  ambos nesta semana, mais uma história envolvendo a população de rua da capital paulista tomou grandes proporções na internet.

A lanchonete e restaurante Flor do Paraíso, localizada na Vila Mariana, Zona Sul de São Paulo, recebeu uma enxurrada de críticas em sua página do Facebook após um usuário postar a foto de uma placa dizendo que o restaurante “não faz mais nenhum tipo de refeição para ser entregue a moradores de rua”.

Placa de restaurante da Zona Sul de São Paulo, já removida, vetava comida a moradores de rua
Placa de restaurante da Zona Sul de São Paulo, já removida, vetava comida a moradores de rua Reprodução/Facebook

Segundo um funcionário do restaurante, ouvido por VEJA, a placa realmente estava lá, mas “foi retirada há mais de dois meses”. Ele justificou a medida dizendo que o estabelecimento estava perdendo clientes por conta do comportamento dessas pessoas. Os fregueses, disse ele, “ficavam assustados e insatisfeitos, dizendo que não havia mais condições de frequentar o local”.

Apesar de a placa não existir mais, no Instagram, um post de dezembro do ano passado com a imagem da proibição está sendo replicado em outras redes sociais e causando indignação até de clientes do restaurante.

Continua após a publicidade

A aversão à atitude do estabelecimento resultou em um evento criado e compartilhado no Facebook, trata-se da “Distribuição de alimentos na porta da Lanchonete Flor do Paraíso”, marcado para o sábado, 29 de julho.

 

Publicidade