Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Reitor da Unifesp comunica renúncia

Por Silvio Nascimento 25 ago 2008, 21h13

O reitor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Ulysses Fagundes Neto, comunicou nesta segunda-feira ao ministro da Educação, Fernando Haddad, a decisão de renunciar. O vice-reitor, Sérgio Tuffic, passa a responder interinamente e tem 60 dias para realizar eleição de novo reitor.

Fagundes é acusado de ter usar indevidamente o cartão corporativo. À época, o reitor alegou ter cometido “um equívoco”. Em maio, a CPI dos Cartões Corporativos identificou gastos abusivos no exterior feitos, principalmente, pelas universidades de Brasília (UnB) e federais de São Paulo (Unifesp) e do Paraná (UFPR).

De acordo com o sub-relator de sistematização da comissão, deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), “no caso específico da Unifesp, o caso foi mais grave pois o reitor é o ordenador de suas próprias despesas”.

Em um ano e meio o reitor gastou quase 80.000 reais em compras de cosméticos, material esportivo, aluguel de carro e diárias em hotéis, um deles na Disney, em Orlando (EUA). O reitor apresentou documentos mostrando que o motivo da viagem a Orlando em outubro de 2006 não foi lazer nem férias. Ele instalou-se como hóspede no Lake Buena Vista, um dos estabelecimentos do complexo Disney, porque foi lá o 19º Encontro Anual da Sociedade Norte-Americana de Gastroenterologia Pediátrica, do qual o reitor, médico desta especialidade, participou como palestrante, autorizado pelo ministério.

Continua após a publicidade
Publicidade