Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Região serrana do Rio está em alerta após temporais

Moradores deixam suas casas em áreas de risco em Nova Friburgo. Há um ano, chuvas deixaram mais de 900 mortos na região - 400 em Nova Friburgo

Fortes chuvas atingem a região serrana do Rio de Janeiro desde a noite de sábado e a Defesa Civil de Nova Friburgo está em alerta máximo. Moradores já estão sendo retirados de áreas de risco em dois bairros e as águas do rio Bengalas, que corta a cidade, estão muito acima de nível. Em Teresópolis e Petrópolis as autoridades estão em estado de atenção.

As sirenes de alerta de perigo foram acionadas nos bairros de Conselheiro Paulino e Córrego Dantas, em Nova Friburgo, onde a situação é crítica. A Defesa Civil pede aos moradores que deixem as casas que estão em áreas de risco, próximas a encostas e córregos. As equipes estão circulando pelas regiões mais afetadas pela chuva desde o início da manhã.

A chuva diminuiu de intensidade no início da noite deste domingo, mas o nível dos rios da região continua subindo, o que causa preocupação. Pelo menos quatro árvores caíram, sem deixar vítimas.

Na BR-040, próximo a Petrópolis, uma pedra cedeu e interditou meia pista na altura do quilômetro 75. A estrada liga a cidade serrana ao município do Rio de Janeiro.

Na capital fluminense o mau tempo também causou contratempos. Na Lagoa (zona sul), um galho de árvore caiu sobre a rede elétrica.

Tragédia – Em 11 de janeiro de 2011, após fortes chuvas, várias cidades da região serrana do Rio de Janeiro foram atingidas por inundações e desabamentos. Mais de 900 pessoas morreram, a maioria em Nova Friburgo, com mais de 400 mortes. Teresópolis, 380 mortos, e Petrópolis, 71 vítimas, também foram muito atingidas. Mais de 30 mil pessoas tiveram de abandonar suas casas e muitas áreas não foram recuperadas até hoje.

Veja mais: imagens da tragédia na região serrana, há um ano