Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Recuperados 13 dos 14 cadáveres de helicóptero que caiu no Peru

Por Da Redação 10 jun 2012, 16h33

As brigadas de resgate recuperaram neste domingo 13 dos 14 cadáveres dos passageiros que viajavam em um helicóptero privado que se chocou na quarta-feira contra uma montanha no sudeste do Peru, com 11 estrangeiros a bordo, informou o diretor da polícia, Raúl Salazar.

Os resgatistas encontraram os corpos na fuselagem da aeronave, que caiu perto do pico nevado Mamarosa, a 4.900 metros de altitude, de onde foram levados até um patamar que serviu de base para o resgate, disse o chefe da polícia em declarações ao canal N de televisão.

“Falta apenas um, mas não sabemos ainda suas identidades”, disse Salazar.

Uma persistente nevada e um intenso frio (-15 graus) impediram até agora a recuperação do último cadáver, que está preso na fuselagem do helicóptero, no qual viajavam oito sul-coreanos, um holandês, um sueco e um tcheco, além de três peruanos (dois deles tripulantes), segundo a empresa HeliCusco, proprietária da aeronave.

O embaixador da Coreia do Sul no Peru sobrevoou de helicóptero a zona do acidente na companhia de autoridades locais.

Os sul-coreanos eram engenheiros e funcionários de quatro empresas de seu país que iriam a Cusco após sobrevoar um possível local para um projeto hidroelétrico próximo a Puno (sudeste, fronteira com a Bolívia), segundo o ministério sul-coreano de Relações Exteriores.

As vítimas serão levadas por terra ao necrotério da cidade de Ocongate, antes de ir para Cusco e para Lima, onde serão repatriados os estrangeiros.

O helicóptero foi encontrado no sábado por uma brigada policial da montanha, após quatro dias de busca por terra e ar. Segundo as primeiras investigações, a aeronave se chocou contra um lado rochoso da colina. O helicóptero, um Sikorsky S-58 ET, perdeu contato com a base na quarta-feira, na região de Hualla Hualla, entre os povoados de Ocongate e Marcapata, perto do nevado Apu Colque Cruz, enquanto voava entre Mazuco, no departamento (estado) de Madre de Dios, e Cusco.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)