Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rainha das Quentinhas lança pré-candidatura ao governo do Estado

Ariadne Coelho, a Rainha das Quentinhas. (Foto: André Valentim)Ela já foi a Rainha das Quentinhas. Agora, quer ser governadora do Rio de Janeiro. Ariadne Coelho, que ficou famosa na carona do noticiário nem sempre positivo sobre seu falecido marido, o empresário Jair Coelho, lançará neste sábado, numa casa de shows na Lapa, sua pré-candidatura ao governo do estado pelo PSL. O mote de campanha será uma provocação aos concorrentes. �Sou a única candidata com ficha limpa�, afirma.

Aos 41 anos, a postulante ao Palácio Guanabara acumula dívidas que a fizeram perder, pelo menos na Barra da Tijuca, parte de sua majestade: o imóvel de 763 metros quadrados em que vivia, no suntuoso condomínio Golden Green, foi leiloado em março para saldar dívidas de 1,2 milhão de reais acumuladas com débitos de condomínio e IPTU � o que, pelo menos por enquanto, não pode ser usado para sujar ficha de candidato.

�Tenho propostas para a família, para os direitos da mulher. Quero criar o Tribunal da Mulher. Se eu, que tenho uma banca de advogados, enfrento tantas dificuldades, imagino como sofre a mulher que não tem essa estrutura�, propõe Ariadne, que terá de fazer uma pausa na atividade política em junho por motivo de força maior: dar à luz a seu terceiro filho – os outros dois são os gêmeos Tiffany e Jairzinho.

No passado recente, o período de maior dificuldade enfrentado pela pré-candidata foi a prisão do então Rei das Quentinhas. Jair Coelho, dono da empresa detentora de contratos para fornecer refeições aos presídios do estado, foi acusado de envolvimento em fraudes e morreu em 2001, de um câncer no pulmão. Rei e Rainha haviam se separado em processo litigioso, com todas as disputas e cifras elevadas a que tem direito o povo de sangue azul.

�É preciso muita coragem e fé em Deus para enfrentar e superar todos os problemas que suportei, junto com meus filhos. Vou disputar o Governo porque eu sei que é preciso moralizar a gestão pública, para evitar problemas que aconteceram no passado e que continuam acontecendo no presente�, defende Ariadne, no texto que convoca para a convenção do PSL.

Leia mais:

Leia mais: A trajetória da Rainha das Quentinhas.