Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Quatro bairros seguem interditados em Teresópolis

Defesa Civil está fazendo a avaliação de risco para definir o retorno das famílias para suas casas. Cinco pessoas morreram e quase mil estão desabrigadas

Por Cida Alves 8 abr 2012, 12h27

Quatro bairros seguem interditados em Teresópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, e com o fornecimento de energia prejudicado: Santa Cecília, Perpétuo, Meudom e Canoas. Nesses locais houve deslizamentos e quedas de árvores na rede elétrica, segundo informação da concessionária Ampla. A empresa espera que a Defesa Civil libere o acesso a essas áreas para normalizar o abastecimento de luz. Equipes da Defesa Civil estão nas ruas fazendo a avaliação de risco das áreas para definir se as famílias podem retornar para suas casas.

O temporal que atingiu a região entre a noite desta sexta-feira e a madrugada deste sábado causou a morte de cinco pessoas e deixou outras 15 feridas. As sirenes do sistema de alerta, instalado depois da tragédia do ano passado, foram disparadas e os moradores seguiram a orientação de procurar abrigo nos pontos de apoio. Após um sobrevoou na região, o Corpo de Bombeiros identificou oito pontos de deslizamentos de terra.

Em apenas quatro horas, choveu 160 milímetros, volume esperado para todo o mês de abril. Mais de 400 pessoas tiveram de deixar suas residências e estão alojadas em seis abrigos na cidade. O número total de desabrigados e desalojados é de quase mil pessoas e 160 casas estão interditadas. A prefeitura de Teresópolis iniciou o processo de cadastramento dessas famílias para distribuição de cestas básicas e pagamento de aluguel social para aquelas que não puderem retornar a seus lares.

Segundo a Agência Brasil, paralelamente, a prefeitura está solicitando a doação de gêneros de primeira necessidade para atender à população afetada, principalmente água, colchonetes e cestas básicas. Segundo o presidente da Cruz Vermelha em Teresópolis, Herculano Abrahão, ao longo deste domingo algumas famílias devem retornar para suas casas depois de realizada a avaliação da equipe técnica da Defesa Civil. “Porém, há informação de que algumas áreas podem ficar interditadas definitivamente”, afirmou Abrahão. “Mas isso só se confirmará depois da conclusão do trabalho das equipes técnicas”.

Galeria de fotos: Chuva volta a castigar Teresópolis

Continua após a publicidade

Publicidade