Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Quarto suspeito de surrar mulher é preso no Guarujá

Homem identificado como Jair dos Santos empurrou a dona de casa Fabiane de Jesus em um mangue no bairro Morrinhos. Ele teve prisão decretada pela Justiça

(Atualizada às 20h)

O quarto dos cinco suspeitos já identificados no linchamento da dona de casa Fabiane Maria de Jesus, de 33 anos, se entregou nesta sexta-feira à Polícia Civil do Guarujá (SP). O ajudante de pedreiro Jair Batista dos Santos, de 35 anos, se apresentou acompanhado de advogado no 1º DP do Guarujá. A prisão temporária dele por trinta dias já havia sido decretada pela Justiça.

Investigadores afirmaram que Jair dos Santos é quem joga Fabiane, ainda viva, de cima de uma plataforma em um mangue no bairro Morrinhos 4 – região de casas de palafitas. Em vídeos gravados por testemunhas com telefones celulares, Jair dos Santos aparece de bermuda, camiseta branca e boné vermelho. Fabiane havia sido espancada e estava com os braços e as pernas amarrados por fios elétricos no momento em que foi empurrada por Jair. Segundos depois, ela levaria uma paulada na cabeça, desferida pelo eletricista Valmir Dias Barbosa, de 48 anos, o primeiro a ser preso.

O advogado Marcus Vinícius Santos disse que o suspeito negou participação no crime em depoimento ao delegado Luiz Ricardo Lara, responsável pelas investigações. O defensor disse à TV Tribuna que Jair dos Santos tem seis filhos, “está muito abalado” e “estava no local para ajudar a vítima”.

Nesta quinta-feira, a polícia prendeu outros dois suspeitos: o ajudante de serviços gerais Lucas Rogério Fabrício Lopes, de 19 anos, e o pintor Carlos Alex Oliveira de Jesus, de 23 anos. Segundo investigadores, Lopes golpeou a cabeça de Fabiane com uma bicicleta e a arrastou pela rua. Oliveira amarrou as mãos e as pernas da mulher, desferiu chutes na vítima e bateu com a cabeça dela contra o chão.

Continua foragido o quinto suspeito já identificado e com prisão temporária decretada. Conhecido em Morrinhos como Pepê, o jovem Abel Vieira Batalha Junior, de 18 anos, tem passagens pela polícia, segundo investigadores. No dia do linchamento, ele usou fios elétricos para amarrar e arrastar Fabiane no chão.

Reprodução

Homem identificado pela polícia como Jair empurra vítima amarrada em mangue de Morrinhos 4, bairro do Guarujá (SP)