Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

PT colheu nas urnas muito mais do que a Lava-Jato

O PMDB e o PP, tão enrolados quanto os petistas na Lava-Jato, não sofreram nas urnas. A explicação está na crise econômica

Por Pedro Dias Leite
30 out 2016, 19h52

Lideranças do PT têm atribuído o péssimo desempenho do partido nas eleições municipais deste ano aos estragos causados pela Lava-Jato, mas não é bem assim. Ou pelo menos não é só isso. Como mostrou um artigo dos procuradores Deltan Dallagnol e Orlando Martello, o partido não é nem sequer o que tem mais políticos enrolados na operação: no STF, dos 17 políticos acusados, 9 são do PP, 4 do PMDB, 3 do PT e 1 do PTC.

Acontece que os dois primeiros do ranking, o PP e o PMDB, não sofreram nas urnas. O PP, no primeiro turno, aumentou seu número de prefeitos, de 473 para 496. O PMDB, de 1 017 para 1 029. Neste segundo turno agora, os peemedebistas também conseguiram vitórias, como a de Gean Loureiro (PMDB) em Florianópolis.

O que ajudou a derrubar o PT nesta eleição, além da Lava-Jato, foi a crise econômica, a pior que o país atravessa em três décadas. Em três anos, o PIB terá recuado cerca de 8% — e em outubro, quando os eleitores foram às urnas, a economia continuava a encolher, e o desemprego, que já ultrapassou os 11 milhões de pessoas, a aumentar.

Embora o PT tente colar no governo de Michel Temer a culpa pela atual ruína econômica, o eleitor parece saber que a maior parte da conta pela crise, ao menos por enquanto, cabe ao governo de Dilma Rousseff.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.