Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

PSOL convoca atos em memória da vereadora Marielle Franco

Manifestações ocorrerão em vários estados para cobrar autoridades e protestar contra o 'feminicídio e o genocídio da população negra'

Por Da Redação Atualizado em 15 mar 2018, 12h33 - Publicado em 15 mar 2018, 12h18

O PSOL marcou para esta quinta-feira (15) atos em várias capitais do país para cobrar respostas imediatas das autoridades do Rio de Janeiro sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco, morta a tiros na noite de quarta (14) no centro da cidade, quando voltava de um evento com mulheres do movimento negro.

O partido também vai protestar contra o “feminicídio e o genocídio da população negra”. Os atos ocorrerão em São Paulo, Salvador, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Curitiba e Natal.

No dia 28 de fevereiro, Marielle se tornou relatora da Comissão responsável por acompanhar a Intervenção Federal que ocorre no estado. Quatro dias antes de ser assassinada, ela protestou em sua página no Facebook contra uma operação da Polícia Militar.

“O 41° Batalhão da Polícia Militar do Rio de Janeiro está aterrorizando e violentando moradores de Acari. Nessa semana dois jovens foram mortos e jogados em um valão. Hoje a polícia andou pelas ruas ameaçando os moradores. Acontece desde sempre e com a intervenção ficou ainda pior”, escreveu na postagem.

Em nota, o PSOL afirmou que “não medirá esforços para honrar as batalhas que a companheira travou em vida” e manifestou solidariedade às famílias de Marielle e do motorista Anderson Pedro Gomes, que dirigia o carro quando foram atingidos pelos criminosos que fugiram sem levar nada. “A todas as mulheres guerreiras que sonham e hoje estão inconsoláveis: transformemos nossa dor e indignação em luta!”, finaliza o texto.

 Trajetória

Negra, mãe, nascida e criada na favela da Maré, na Zona Norte do Rio, Marielle era formada em sociologia pela PUC-Rio e tinha mestrado em Administração Pública pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Coordenou a Comissão dos Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), com o deputado estadual Marcelo Freixo, do PSOL.

Com bandeiras ligadas às minorias e aos direitos humanos, Marielle foi a quinta vereadora mais votada nas últimas eleições para a Câmara Municipal, com 46.502 votos.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês