Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PSDB pede que PGR investigue Gilberto Carvalho

Representação do deputado Carlos Sampaio cita revelações de VEJA, que mostrou como o ministro tentou interferir em sindicância sobre Rosemary

O líder do PSDB na Câmara, deputado Carlos Sampaio (SP), pediu nesta quarta-feira à Procuradoria-Geral da República (PGR) que investigue se o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, cometeu os crimes de improbidade administrativa e tráfico de influência ao tentar interferir em uma sindicância sobre a atuação criminosa de Rosemary Noronha.

Nesta semana, VEJA revelou como a Secretaria-Geral tentou inviabilizar a sindicância da Casa Civil que apurou irregularidades praticadas por Rosemary, que comandava o escritório da Presidência em São Paulo e foi flagrada pela Polícia Federal na operação Porto Seguro, no fim do ano passado.

“É inimaginável que uma determinação da presidente seja submetida à fiscalização por um seu subordinado”, alega o líder do PSDB no documento entregue à PGR.

Leia também: Oposição quer afastamento de Gilberto Carvalho

Em outro trecho, Sampaio lembra que VEJA já havia mostrado os resultados da sindicância da Casa Civil, que trouxe novos detalhes dos favores que Rosemary recebeu e do tráfico de influência praticado por ela na cúpula do poder. “Os fatos narrados nas duas reportagens da revista VEJA lançam graves suspeitas sobre o respeito à legalidade, à moralidade e à impessoalidade no seio da Presidência da República”, diz a representação.

Além da investigação sobre o ministro, os tucanos querem que Carvalho compareça à Câmara para falar sobre o episódio. O PSDB apresentou requerimentos de convocação nas comissões de Segurança Pública e de Fiscalização Financeira e Controle da casa.