Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Protestos devem ocorrer em onze capitais e em Brasília nesta quarta-feira

Além de Belo Horizonte, que recebe jogo da seleção, manifestações devem ocorrer em Belém, Vitória, Recife e Manaus

A quarta-feira deve ser o palco de mais um dia de protestos pelo Brasil. Manifestações estão previstas em pelo menos onze capitais e no Distrito Federal. Atos também devem ocorrer em cidades menores, como Ouro Preto, em Minas Gerais, e Pelotas, no Rio Grande do Sul.

Em Belo Horizonte, os protestos devem ocorrer em meio ao jogo da seleção brasileira, que disputa partida contra o Uruguai a partir de 16h. Já nesta manhã, há registro de bloqueios na região de Belo Horizonte, a exemplo do que ocorreu em manifestações na segunda e na terça-feira. Os bloqueios ocorrem na BR-262 e BR-381 e na MG-20.

Em Brasília, a Polícia Militar prevê que 40.000 pessoas devem comparecer a uma série de protestos a partir de 11h, na Esplanada dos Ministérios. A PM já afirmou que colocar policiais à paisana entre os manifestantes para identificar vândalos ou pessoas que tentarem furar os bloqueios que serão montados em volta do Congresso Nacional e do Palácio do Itamaraty. A intenção é evitar episódios de depredação como os que ocorreram na quinta-feira passada, quando um grupo quebrou vidraças e tentou incendiar o Itamaraty. O governo destacou 4.000 PMs para fazer a segurança.

Nesta manhã, a região já é palco de um protesto simbólico. Um grupo de manifestantes espalhou 594 bolas de futebol em frente ao gramado do Congresso. O número é uma referência à soma de deputados federais e senadores. Segundo a ONG Rio da Paz, organizadora do protesto, a manifestação quer passar a ideia de que “a bola está com o Congresso” e que cabe aos deputados e senadores desengavetarem projetos de interesse da população.

Cidades – Já em São Paulo, um protesto contra o deputado e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal, Marco Feliciano (PSC-SP), está previsto para ocorrer a partir de 17h na Praça do Ciclista, na Avenida Paulista. O Movimento Passe Livre (MPL) de São Paulo, que organizou as primeiras grandes manifestações na capital paulista, marcou um protesto em frente à Câmara Municipal às 13h. O objetivo é pressionar os vereadores a aprovarem a instalação de uma CPI do transporte público. “Vamos pressionar para que essa CPI aconteça”, fiz a página do evento no Facebook.

Em Manaus, Teresina, Recife e Fortaleza, os protestos devem ocorrer a partir de 16h. Já em Belém, Cuiabá e Rio Branco a partir de 17h. Em Vitória, as manifestações estão marcadas para às 18h. Também estão previstas manifestações em Maceió.