Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Protesto contra o aumento da passagem de ônibus chega a Niterói

Na cidade vizinha à capital, manifestantes também pedem redução das tarifas das barcas

Um dia depois da manifestação na cidade do Rio de Janeiro contra o aumento da passagem de ônibus, os protestos chegaram à cidade vizinha de Niterói, que atraiu cerca de mil pessoas. No hall das contestações, o município também incorporou a reivindicação por melhorias no transporte das barcas, que levam parte da população local à capital diariamente. Os manifestantes também pedem redução da tarifa das embarcações, que custam 2,95 reais.

O protesto saiu da Praça Arariboia, de onde partem e chegam as barcas. “Boi, boi, boi, boi da cara preta, abaixa a passagem ou pulamos a roleta”, gritavam os manifestantes, a caminho da Câmara dos Vereadores de Niterói. A movimentação teve reflexos no trânsito da Ponte Rio-Niterói – já complicado durante os horários de pixo. O trajeto que, sem congestionamento, é feito em 13 minutos, em média, chega a uma hora na noite desta sexta-feira.

“Todos têm o direito de se manifestar, desde que não cometam excessos e atos de violência. Por isso, estamos com cem homens aqui para evitar qualquer possibilidade de que a manifestação se desvie da boa conduta. Infelizmente, as pessoas que não têm nada a ver com isso estão voltando para suas casas depois de um dia de trabalho e estão sofrendo muito com um caos no trânsito na cidade”, disse o coronel Belloni Luiz Gomes, comandante do 12º BPM (Niterói), ao jornal O Globo.

LEIA TAMBÉM:

Alckmin a VEJA: ‘Manifestantes não cumpriram acordo’

Com ação rigorosa, PM impediu tomada da Paulista

Reinaldo Azevedo: Terrorismo nas ruas

Marco Antonio Villa: Oportunismo político

Manifestantes criam evento no Facebook pela ‘legalização do vinagre’