Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Protesto contra aumento da passagem de ônibus termina com confronto e prisões

Centenas de manifestantes tomaram as ruas do centro da cidade; 31 pessoas foram detidas

Por Da Redação 10 jun 2013, 21h20

Um protesto contra o aumento da tarifa de ônibus no Rio mobilizou aproximadamente 300 pessoas e causou tumulto no centro da cidade, na noite desta segunda-feira. O grupo se concentrou nas escadarias da Câmara Municipal, na Cinelândia, e seguiu dali pela Avenida Rio Branco, Rua Araújo Porto Alegre, Avenida Presidente Antônio Carlos, Rua Primeiro de Março e Avenida Presidente Vargas. As vias foram fechadas para a passagem dos manifestantes.

O protesto foi pacífico até que o grupo chegou à frente do Fórum. Nesse momento, alguns manifestantes começaram a destruir tapumes e a Polícia Militar interveio. Foram usadas balas de borracha, bombas de gás lacrimogêneo e spray de pimenta. Os manifestantes atiraram pedras contra os policiais e atearam fogo em cones, lixo e na bandeira brasileira.

A confusão assustou comerciantes, que fecharam as portas de seus estabelecimentos, e pedestres que caminhavam pela região. Ao menos 31 pessoas foram detidas para prestar esclarecimentos – um foi levado para a 4ª DP e todos os outros foram encaminhados para a 5ª DP. A tarifa dos ônibus municipais do Rio passou de 2,75 para 2,95 reais no dia 1º de junho.

Manifestantes do Rio atearam fogo em cones, lixo e na bandeira brasileira
Manifestantes do Rio atearam fogo em cones, lixo e na bandeira brasileira VEJA

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade