Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pros faz evento político com indiretas à ‘incapacidade’ de Marina Silva

Partido foi criado há uma semana; TSE deve votar nesta quinta-feira a homologação da Rede, comandada pela ex-senadora

Dirigentes do recém-lançado Pros (Partido Republicano da Ordem Social) fizeram nesta quarta-feira o primeiro evento político na Câmara dos Deputados e aproveitaram os poucos minutos de atenção para enviar indiretas à ex-senadora Marina Silva, que tenta no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o registro para o funcionamento pleno do Rede Sustentabilidade.

“Tem gente que gosta de fazer muito barulho e não de atuar nas bases”, alfinetou o líder provisório do Pros na Câmara, deputado Givaldo Carimbão. “A Marina não teve a capacidade que o Pros teve”, completou.

“Viemos nos organizando em um trabalho de quatro anos enquanto outras pessoas tentam montar um partido em sete ou oito meses”, completou o presidente nacional da sigla, Eurípedes Júnior.

Na terça-feira da última semana, por cinco votos a dois, o plenário do TSE confirmou o registro do Pros, o 31º partido político no Brasil, mesmo diante de suspeitas de fraude na coleta de assinaturas. Na 35ª Zona Eleitoral de Belo Horizonte, por exemplo, as suspeitas são de que houve a contagem por sete vezes de um mesmo apoio.

No caso de Marina Silva, o pedido de registro da Rede deverá ser analisado nesta quinta-feira.

Leia também:

Novato PROS é o escolhido de Cid e Ciro Gomes

Mensaleiro, petistas e empresários agiram em favor do PROS