Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Primo de Bruno relata à Justiça orgias no sítio do goleiro

O depoimento de Sérgio Rosa Sales, primo do goleiro Bruno, na audiência sobre o seqüestro e a morte da jovem Eliza Samudio foi retomado no início da tarde desta quarta-feira no Fórum de Contagem, em Minas Gerais. Sales, que pela manhã voltou atrás e desmentiu seus depoimentos anteriores sobre o crime, dados à polícia, disse à juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues, do 1º Tribunal do Júri, ter testemunhado orgias no sítio do jogador.

Segundo Sales, Eliza permaneceu no sítio, no município de Esmeraldas, nos dias 7, 8 e 9 de junho. No dia 8, relatou ele, quatro mulheres foram à propriedade para uma “orgia” da qual participaram Bruno, Luiz Henrique Ferreira Romão (o Macarrão), Wemerson Marques de Souza (o Coxinha) e Elenílson Vitor da Silva (caseiro do sítio).

Eliza, que segundo ele estava no sítio, não participou da festa. Em seus depoimentos anteriores, Sales tinha afirmado que Eliza era mantida em cativeiro – o que, na audiência desta quarta-feira, foi desmentido por ele.