Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PRF apreende 700.000 maços de cigarro graças a erro de ortografia

Policiais identificaram documento fiscal com o termo "bobina" escrito de forma errada durante fiscalização na rodovia Régis Bittencourt

Um erro de ortografia levou a Polícia Rodoviária Federal (PRF) a apreender uma carreta-baú com 700.000 maços de cigarros contrabandeados na segunda-feira 12, na rodovia Régis Bittencourt (BR-116), em Registro, município do interior de São Paulo. Parado em uma fiscalização de rotina no km 439 da rodovia, o condutor informou que levava uma carga de bobinas de papel. No documento fiscal, no entanto, estava escrito “bubina papel (celulose)”, com a letra “o” trocada pelo “u”.

O erro grosseiro chamou a atenção dos policiais, pois constava como emitente da nota uma empresa de grande porte, sujeita a controles rigorosos de qualidade em seus processos. Ao abrirem a carroceria, os agentes verificaram que o baú estava abarrotado com 1.400 caixas com cigarros de origem ilegal. A carga e o veículo foram apreendidos. A carreta tinha placa de Ibitinga, interior de São Paulo.

O motorista contou que foi contratado para levar o carregamento do Paraná até Belo Horizonte. Ele já havia sido detido, cinco meses antes, pelo transporte ilegal de cigarros contrabandeados. Conforme a PRF, a BR-116 se tornou rota para escoamento de cigarros contrabandeados do Paraguai. Somente neste ano, foram apreendidos 1,81 milhão de maços transportados pela estrada.