Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

PRF: 460 pessoas morreram nas estradas no fim de ano

Número de mortos em acidentes de trânsito caiu 18% na comparação com 2011.

Por Luciana Marques - 3 jan 2012, 15h54

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou nesta terça-feira que 460 pessoas morreram em acidentes nas estradas neste fim de ano. Segundo a PRF, o número é 18% menor do que o registrado no mesmo período do balanço de 2011 (558 mortes). A Operação Fim de Ano nas rodovias federais teve início em 16 de dezembro e terminou no dia 2 de janeiro.

No período do réveillon, entre 31 de dezembro e 2 de janeiro, a queda foi ainda maior: 44%. Essa foi a maior redução já registrada no período. “A PRF não está comemorando, ainda é um número muito significativo”, afirmou o Coordenador Geral de Operações da Polícia Rodoviária, Giovanni Di Mambro.

A Miss Brasil 2010, Débora Lyra, de 22 anos, sofreu um acidente no dia 27 de dezembro na BR-101 (foto), em Guarapari, no Espírito Santo. Ela deve sair da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na sexta-feira. O namorado dela, Hermon Souza Lopes, de 22 anos, também ficou ferido e já deixou a UTI . A mãe dele, Maria Auxiliadora de Souza, de 56 anos, morreu no local da batida.

Ranking – Minas Gerais, que possui a maior malha rodoviária do país, apresentou o maior número de acidentes em 2011 (1.701), seguido de Santa Catarina (1.243) e Paraná (1161). O estado mineiro também liderou o número de mortes: foram 66 no fim de ano. Bahia veio em segundo lugar, com 42 mortos, e Santa Catarina em terceiro, com 32.

Publicidade

O balanço indica que o número de acidentes também caiu, passando de 11.643, no balanço do ano passado, para 10.536 este ano, o que representa uma queda de 10%. O número de feridos diminuiu 16%: foram 7.272, em 2010, contra 6.140 este ano. O órgão atribui o fato ao reforço na fiscalização, concentrada nos locais com maiores riscos de ocorrer acidentes. Também houve maior conscientização do usuário, que obedeceu a exigência do cinto de segurança no banco de trás e o uso da cadeirinha para crianças. “Percebemos um despertar de preocupação, mas o trânsito ainda é muito violento”, disse Mambro.

Bafômetro – A Polícia Rodoviária Federal realizou o teste do bafômetro em 33.285 motoristas, sendo que 1082 foram reprovados e tiveram a carteira de habilitação recolhida. Do total de motoristas flagrados embriagados, 462 foram presos.

Publicidade