Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Preso hoje, ex-diretor da Delta é transferido para o DF

Cláudio Abreu, apontado como um dos parceiros de Carlinhos Cachoeira, foi preso pela Polícia Civil do Distrito Federal, em Goiânia

O ex-diretor da Delta Construção Cláudio Abreu foi transferido para a carceragem da Central de Polícia Especializada (CPE) de Brasília, após fazer exame de corpo de delito no fim da tarde desta quarta-feira. Abreu, afastado da Delta em março, logo depois da polícia deflagrar a Operação Monte Carlo, foi preso na manhã desta quarta-feira pela Polícia Civil do Distrito Federal, em Goiânia. A prisão ocorreu durante a Operação Saint Michel, um desdobramento da Operação Monte Carlo, que desmontou o esquema de jogos ilegais no país comandado por Cachoeira, preso desde fevereiro.

O advogado de Abreu, Roberto Pagliuso, informou que a prisão foi desnecessária, porque seu cliente vinha colaborando com as investigações, tem endereço fixo e não representa risco à ordem pública. “Vou tirar cópia dos autos para conhecer as acusações e entrar imediatamente com pedido de habeas corpus”, disse o defensor. “Não há justificativa para essa prisão. Ele tem comparecido a todos os depoimentos, não reagiu à prisão e tem colaborado de forma serena”.

A Operação Saint-Michel – bairro de Mônaco que, a exemplo de Monte Carlo, concentra cassinos – foi desencadeada pelo Núcleo de Combate a Organizações Criminosas (Ncoc) do Ministério Público do DF, com auxílio da Polícia Civil do DF. O objetivo é desarticular um esquema de tráfico de influência, fraude em licitação e desvio de dinheiro público no sistema de bilhetagem eletrônica do Departamento de Transportes Urbanos (Dftrans). A empresa vencedora seria ligada à Delta e a Cachoeira.

Ao todo, foram efetuadas quatro prisões e cumpridos seis mandados de busca e apreensão em Brasília, Goiânia, Anápolis e São Paulo. Entre os presos estão o vereador Wesley Clayton da Silva (PMDB), vice-presidente da Câmara de Anápolis, Valdir Reis, ex-assessor da Secretaria de Planejamento do governo do DF, e Dagmar Alves, todos acusados de envolvimento no esquema.

Embora com ordem de prisão temporária também decretada, Heraldo Puccini Neto, diretor da Delta em São Paulo, não foi localizado. O advogado da empresa, Marcelo Souza, compareceu à delegacia para negociar a apresentação do executivo.

Delta – Fernando Cavendish, presidente da Delta, afastou-se do comando da empresa na manhã desta quarta-feira, assim como o diretor executivo Carlos Pacheco. Em nota, a Delta atribui a Cláudio Abreu o envolvimento da empresa no esquema de corrupção comandado por Carlinhos Cachoeira.

“Foi determinada pela administração da companhia a realização de uma ampla auditoria nos assentamentos da empresa para averiguar todas as práticas de responsabilidade da diretoria do Centro-Oeste”, diz o comunicado. “O objetivo é o de verificar, com base nos dados imediatamente disponíveis à empresa, em que extensão essas ações foram executadas, burlando os procedimentos de controle praticados na companhia”.

(Com Agência Estado)