Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presidente do TRE de Sergipe sofre atentado em Aracaju

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE), Luis Antônio de Araujo Mendonça, sofreu um atentado na manhã desta quarta-feira. O carro em que ele estava foi metralhado enquanto trafegava pela avenida Beira Mar, em Aracajú. Mendonça levou um tiro de raspão e foi encaminhado ao Hospital São Lucas. O boletim médico divulgado pela assessoria do Tribunal de Justiça do estado informa que o desembargador foi atingido por fragmentos de bala, que ficaram localizados abaixo da pele, na região do couro cabeludo, mas passa bem.

O policial militar Jailton Batista Pereira, que dirigia o veículo, foi alvejado na cabeça e está em estado gravíssimo no Hospital de Urgências. Ele será transferido para a Clínica Renascença. Mais cedo, a Polícia Militar chegou a informar que o PM havia morrido no local.

A Secretaria de Segurança Pública de Sergipe descarta a possibilidade de o ataque ter sido um assalto frustrado, uma vez que não houve abordagem do veículo antes dos tiros. Quatro homens começaram a atirar assim que o carro em que estava Mendonça – com placa que sinalizava tratar-se de um veículo oficial – parou em um semáforo. Ainda segundo a nota, o carro usado na fuga foi encontrado queimado a cerca de 300 metros do local do crime. A polícia suspeita que os atiradores tenham fugido em um segundo veículo.

Mendonça, de 61 anos, já foi promotor de Justiça e ocupou o cargo de secretário de Estado da Segurança Pública de Sergipe até 2005, ano em que foi exonerado para para se candidatar à vaga de desembargador do Tribunal de Justiça do estado. Ele ocupa a Presidência do TRE-SE desde janeiro deste ano.

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e a Associação dos Magistrados de Sergipe (Amase) divulgaram uma nota a respeito do ataque e prometeram ajudar nas investigações. “As entidades também manifestam solidariedade à família do desembargador, assim como de seu motorista, Jailton Batista Pereira, que fora atingido no atentado. A AMB e Amase cobram rigor na apuração do caso e anunciam que envidarão todos os esforços no sentido de exigir e auxiliar os órgãos competentes na elucidação dos fatos e responsabilização dos culpados”, diz o texto.

O atentado contra Mendonça fez com que o ministro Ricardo Lewandowski cancelasse a sessão extraordinária do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) marcada para esta noite. Lewandowski deve viajar ainda nesta quarta para Sergipe.