Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Prefeitura libera dez quilômetros da pista expressa da Marginal Pinheiros

Medida deve reduzir os problemas previstos para o tráfego da cidade com o fim do feriado prolongado na quarta-feira; viaduto cedeu na quinta-feira

Por Da Redação Atualizado em 19 nov 2018, 23h13 - Publicado em 19 nov 2018, 19h05

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) liberou na tarde desta segunda-feira, 19, dez quilômetros da pista expressa da Marginal Pinheiros para o tráfego de veículos, entre os trechos das pontes Estaiada e Eusébio Matoso e da Ponte João Dias até a Estaiada. A liberação não é contínua.

Trecho da via foi interditada por causa da quebra de parte de uma das estruturas de sustentação de viaduto que passa por cima da Linha 9 Esmeralda, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) na madrugada de quinta-feira 15.

A medida deve ajudar a aliviar os problemas esperados para a próxima quarta-feira, 21, quando o trânsito da cidade volta ao normal após o feriado prolongado, iniciado na quinta-feira 15 (feriado da Proclamação da República) e estendido até esta terça-feira 20 (Dia da Consciência Negra).

Segundo o secretário municipal de Mobilidade e Transportes, João Octaviano Neto, a companhia fará intervenções na marginal para criar acessos para a mudança dos carros entre as pistas locais e expressas. Devem ser abertas ao menos três novas passagens com a retirada de canteiros, barreiras e passeios. “Não queremos que os motoristas fiquem represados na marginal”, diz.

Foram colocadas cinquenta carretas móveis pela via com mensagens de orientação para o trânsito, além de faixas e equipes da CET para coordenar o fluxo. “Adotamos um conjunto de ações que não são permanentes, vamos fazer as intervenções de forma dinâmica, de acordo com a necessidade que avaliarmos a cada momento”, diz o secretário.

A prefeitura espera liberar mais quatro quilômetros da via expressa nos próximos dias. “A nossa expectativa é a de que a via local ande devagar, mas vai andar. O que não queremos é que o motorista fique parado, mas uma lentidão é esperada.” Segundo a CET, a Marginal Pinheiros recebe 1.500 veículos por faixa a cada hora por isso, a abertura de novas transposições é importante para evitar o “afunilamento” dos carros nos trechos de interdição.

Continua após a publicidade

Covas

O prefeito Bruno Covas (PSDB) admitiu que a vistoria feita é insuficiente e afirmou que quer contratar, de forma emergencial, uma empresa para fazer laudos estruturais de todos os 185 viadutos e pontes da cidade.

Ele afirmou também que vai aproveitar o período de interdição para recapear a pista expressa. “A gente já havia pensado nisso, mas sabia da dificuldade que seria fazer uma obra na Marginal Pinheiros. Então vamos aproveitar esses dias e fazer o recap [recapeamento] dos trechos que precisam”, disse.

  • A prefeitura está instalando dez estacas de sustentação na seção do viaduto que se danificou, para garantir a sustentação da estrutura. Duas delas já foram instaladas, e a terceira está sendo fixada ao solo nesta segunda-feira.

    O secretário de Obras, Vitor Aly, informou que a prefeitura está aguardando os projetos originais do viaduto, construído pelo governo do estado na década de 70, para auxiliar na elaboração do plano de reparo definitivo. “Sem isso, vamos ter de reconstruir o viaduto”, afirmou.

    (Com Estadão Conteúdo)

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade