Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Prefeitos do C40 acertam redução de gases poluentes

Por Da Redação - 19 jun 2012, 18h32

Por Alfredo Junqueira

Rio – Enquanto diplomatas e representantes dos chefes de Estado participavam de árdua negociação para fechar um esboço do documento final da Rio+20, as 59 cidades que integram o grupo C40 e a Cúpula dos Prefeitos no Forte de Copacabana apresentavam, na manhã de terça-feira, um comunicado em que se comprometiam a adotar medidas para evitar a emissão de 1,3 bilhão de toneladas de gases responsáveis pelo efeito estufa até 2030.

Caso consigam cumprir seus objetivos, as cidades do C40 emitirão em 2030 uma quantidade de poluentes 45% menor do que previsto atualmente. Em valores nominais, as maiores metrópoles do mundo estão se comprometendo a manter daqui a 18 anos os mesmos níveis de poluição registrados em 2010. Todas as promessas dos representantes do C40 fazem parte, no entanto, de uma carta de intenções. Os prefeitos e representantes municipais não assinaram um tratado ou protocolo regido por legislação internacional.

Na solenidade comandada pelo prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, que também preside o C40, os representantes das cidades cobraram dos governos centrais de seus países mais apoio e autonomia para políticas públicas locais. Eles também reforçaram que pretendem cumprir suas metas e estreitar seus laços mesmo que os chefes de Estado na Rio+20 não cheguem a um consenso até o final da cúpula, que termina na sexta-feira.

Publicidade