Clique e assine com até 92% de desconto

Praça terá nome e estátua em bronze de Herzog

Por Da Redação 1 ago 2012, 11h00

Por Roldão arruda

São Paulo – O jornalista Vladimir Herzog, que foi diretor de Jornalismo da TV Cultura e morreu sob tortura no período do regime militar, vai dar nome a uma praça em São Paulo. De acordo com projeto proposto pelo vereador Ítalo Cardoso (PT) e aprovado pela Câmara, a Praça Divina Providência, na Rua Santo Antonio, na região central, será rebatizada com o nome do jornalista.

Na inauguração oficial, marcada para outubro, também serão entregues uma estátua em bronze do jornalista e uma reprodução em mosaico do quadro 25 de Outubro, do artista plástico Elifas Andreato.

No dia 25 de outubro de 1975, Vlado, como era conhecido o jornalista, foi convocado e compareceu voluntariamente à sede do Destacamento de Operações de Informações e Centro de Operações de Defesa (DOI-Codi), do 2.º Exército, na Rua Tutoia. Na tarde do mesmo dia foi encontrado morto. Segundo a versão oficial, desmentida por presos políticos, teria cometido suicídio.

“A morte de Herzog provocou grande comoção política e acelerou o fim da ditadura”, diz Cardoso. “Seu nome merece ser homenageado.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Continua após a publicidade
Publicidade