Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Posse de Dodge e inflação nas manchetes de 19/09/17

Ao assumir o lugar de Rodrigo Janot, nova procuradora-geral da República faz discurso sem citar a Lava Jato

A posse de Raquel Dodge como procuradora-geral da República e o crescimento da inflação de saúde e educação estão nas manchetes dos principais jornais do país nesta terça-feira. Em cerimônia, a sucessora de Rodrigo Janot defende que combate à corrupção não gere descuido com outros temas. Na economia, o Estado de S.Paulo destaca que, enquanto o índice geral da inflação no ano foi de 2,5%, gastos com serviços educacionais subiram 7,5% e os de saúde, 5,2%.

Folha de S.Paulo
Dodge assume a Procuradoria sem citar a Lava Jato
A nova procuradora-geral da República tomou posse e defendeu a harmonia entre os Poderes como requisito para a estabilidade. De acordo com pessoas próximas a Dodge, não citar a Lava Jato no discurso em que assumiu a PGR fez parte de uma estratégia para evitar ter protagonismo na operação. A Lava Jato é marca da gestão Janot, adversário de Dodge na Procuradoria.

Extinção de reserva mineral preocupa garimpeiro irregular 
A extinção da Renca (Reserva Nacional de Cobre e Associados) pelo governo Temer pegou de surpresa os cerca de 2.000 garimpeiros clandestinos da região, entre o Amapá e o Pará. Acostumados à ausência do Estado, eles agora temem ser despejados por grandes mineradoras.

O Estado de S.Paulo
Inflação de saúde e educação é pelo menos o dobro do IPCA
Em agosto, a inflação oficial acumulada em 12 meses, de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ficou em 2,5%. Enquanto isso, os gastos com serviços de educação subiram o triplo (7,5%), e os de saúde, o dobro (5,2%). Entre as explicações para essa resistência está o fato de que o consumidor não abre mão da qualidade e da confiança dos serviços privados.

O Globo
Tiros na Rocinha não despertam autoridades
Horas após uma operação policial que terminou com três suspeitos presos e apenas duas granadas apreendidas, traficantes ontem voltaram a aterrorizar moradores da Rocinha com tiroteio e toque de recolher. Lojas, escolas e postos de saúde não abriram por causa da guerra de bandidos. O serviço de inteligência da Polícia Militar tinha informação de que traficantes rivais planejavam invadir a Rocinha e nada fez para evitar.

Valor Econômico
Temer encerra a polêmica e BNDES terá que pagar dívida
O pedido da área econômica do governo encaminhado à direção do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para que antecipe o pagamento de parte do que deve ao Tesouro Nacional foi aprovado previamente pelo presidente Michel Temer. O banco terá que antecipar R$ 50 bilhões neste ano e R$ 130 bilhões em 2018.

Jornal do Commercio
Big Brother a serviço do tráfico
Após bandidos matarem e atearem fogo em corpos de rivais em um carro, na Zona Sul do Recife, polícia descobre câmeras instaladas pelos traficantes para vigiar comunidade.