Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bloqueio na área do Maracanã será maior na abertura da Rio 2016

Bloqueios policias no entorno do estádio serão antecipados à meia noite do dia 5 de agosto, próxima sexta-feira, dia da cerimônia de abertura

Por Da redação 30 jul 2016, 18h02

A pedido das autoridades responsáveis pela segurança das Olimpíadas, o bloqueio no tráfego de veículos na cerimônia de abertura da Rio 2016, no dia 5 de agosto, no entorno do Maracanã, será ampliado. O esquema, que previa o bloqueio a partir das 6h com barreiras policiais, agora terá início à meia-noite.

“Isso aconteceu na Copa do Mundo, [o estádio] já amanheceu interditado e depois a gente tem uma segunda fase às 6h e a última fase ao meio-dia e amplia em relação ao que estava inicialmente previsto”, informou o diretor de Operações da Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio (CET-Rio), Joaquim Dinis.

“Nos foi solicitado que ampliasse, para que de forma preventiva, colocasse barreiras policiais e evitasse problemas. Alguma identificação que foi feita pelo setor de inteligência. Isso não compete a gente. O que nos compete é tentar compatibilizar segurança com mobilidade. A gente negociou isso e considera que é viável”, disse Dinis.

LEIA TAMBÉM:
Governo socorre finanças de abertura e encerramento da Olimpíada

De acordo com diretor, os bloqueios podem ser novamente ampliados caso seja necessário, por questão de segurança. “Questão de segurança suplanta questão de mobilidade. Não existe nada que indique neste momento necessidade de ampliar este bloqueio, mas se até o dia 5 houver uma solicitação de que se amplie este bloqueio, a gente vai atender a segurança porque é necessário “.

Neste domingo, será feita mais uma simulação de como irá funcionar o trânsito na área do estádio, que vai testar a chegada de espectadores e de ônibus no bairro de São Cristóvão.

Continua após a publicidade

Moradores  – A quem mora na região e precisará se deslocar com carro no dia da cerimônia de abertura, Dinis recomenda que carregue um comprovante de residência. A credencial, distribuída para os moradores para identificação durante os jogos, não será exigida nesse dia.

Além das cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos, serão disputadas, no Maracanã, as partidas de futebol. Já o Maracanãzinho, que fica ao lado, será palco dos jogos de vôlei.

No dia da abertura dos Jogos, haverá interdição nas ruas próximas ao Palácio Itamaraty, no centro do Rio. Lá, ficarão os chefes de Estado e de governo que se deslocarão para o Maracanã.

Engenhão – No entorno do Estádio Olímpico Nilton Santos, o Engenhão, no Engenho de Dentro, Zona Norte, onde ocorrerão provas de atletismo e partidas de futebol, as mudanças no trânsito já foram feitas para que os moradores tenham maior prazo para adaptação.

Provas de rua – Para Dinis, as prova de rua, como ciclismo de estrada, maratona e pentatlo, exigem mais alterações no trânsito. “O ciclismo de estrada é o pior de todos, porque é uma prova de rua móvel, em que vai se fazendo fechamentos e liberando e fecha de novo e eles vão e voltam. O grande desafio das Olimpíadas é a quantidade de eventos que acontecem ao mesmo tempo na cidade e fazer com que as pessoas recebam e entendam esta informação”, contou. A CET-Rio contará com 1.500 integrantes, entre agentes de trânsito e guardas municipais.

(com Agência Brasil)

 

Continua após a publicidade
Publicidade