Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícias de SP terão reunião diária contra o crime

Novo secretário Fernando Grella pretende que todas as mortes da onda de crimes na capital sejam esclarecidas pela polícia

O novo secretário estadual da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, afirmou na segunda-feira que vai reunir diariamente os comandos das polícias e reforçar o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para combater a onda de crimes na cidade.

Grella começou na segunda um périplo por programas de TV em uma estratégia traçada pela Assessoria de Imprensa do Palácio dos Bandeirantes para tentar vencer a batalha da comunicação – seu objetivo é mostrar que a situação está sob controle e o governo vai combater com firmeza a criminalidade.

Anunciado como novo secretário na quarta-feira passada, Grella tornou públicas nesta segunda suas escolhas para as chefias da PM (o coronel Benedito Roberto Meira) e da Polícia Civil (o delegado Luiz Maurício Blazeck). São eles que terão de se sentar diariamente no gabinete de Grella em companhia de Celso Perioli, diretor da Superintendência de Polícia Científica, mantido no cargo. O secretário afirmou que pretende que todas as mortes nessa onda de crimes sejam esclarecidas pela polícia.

Leia também:

Violência em SP: as percepções e a realidade

Delegado-geral diz que há indícios de execução em onda de crimes

Ações de segurança terão que sair do papel até 2014

Delegados e coronéis esperam ainda a definição dos demais postos de comando para avaliar o perfil da gestão de Grella. Como subcomandante da PM, o escolhido deve ser o coronel Leônidas Pantaleão de Santana.

Casa Militar – Dois são os candidatos a ocupar a Casa Militar: os coronéis Rui Conegundes de Souza e Glauco Silva de Carvalho. O primeiro dirige a Corregedoria. O segundo trabalhou na Casa Militar com Geraldo Alckmin e Claudio Lembo. Carvalho é considerado pelos colegas um dos mais bem preparados oficiais da PM.

(Com Estadão Conteúdo)