Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Polícia vai ouvir adolescentes que assistiram à morte de garoto

Gustavo Riveiros Detter, de 13 anos, morreu asfixiado no último domingo depois de se enforcar com uma corda

Por Da redação Atualizado em 18 out 2016, 17h00 - Publicado em 18 out 2016, 15h09

Três adolescentes que acompanhavam por webcams o adolescente Gustavo Riveiros Detter, de 13 anos, foram identificados e serão ouvidos pela Polícia Civil, assim como seus responsáveis. O garoto morreu no último domingo durante o chamado “Jogo da Asfixia” (tradução para The Choking Game).

O delegado titular de São Vicente, no litoral Sul de São Paulo, Carlos Topfer Schneider, quer saber se o menino foi induzido a participar da disputa transmitida pela internet. Gustavo se enforcou com uma corda. Uma das linhas de investigação trata de um suposto desafio entre os jogadores. Se ficar comprovado que houve infração, o caso será encaminhado ao Ministério Público e à Vara da Infância e Juventude.

Detter estava em casa, na noite do último sábado, e enforcou-se no quarto do pai, com uma corda usada para pendurar um saco de areia para treino de boxe. Durante a transmissão online, os três adolescentes que participavam do jogo perceberam que o menino não se mexia e alertaram uma prima, que estava no quarto ao lado. A menina encontrou o primo desacordado e chamou imediatamente o tio. De acordo com o delegado Carlos Scheiner, os três adolescentes já foram identificados.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado às 22h40, prestou os primeiros socorros e encaminhou Gustavo ao Hospital Municipal de São Vicente, onde ele permaneceu internado até as 5h30 de domingo, quando foi transferido para o Hospital Ana Costa, em Santos. O menino morreu por volta das 8 horas de domingo.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade