Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia prende 27 suspeitos de ataques em SC

Os detidos, entre eles 12 menores, teriam participado de ataques a ônibus e depredação nesta semana; cerca de 20 casos já foram registrados

Vinte e sete suspeitos de envolvimento com a onda de crimes que assola Santa Catarina nesta semana foram presos na Grande Florianópolis e na cidade de Itajaí, no litoral ao norte da capital, entre a noite de terça-feira e a madrugada desta quarta-feira. Os detidos, entre eles 12 menores, teriam participado dos casos de incêndio a ônibus e depredação do patrimônio no estado.

Desde o começo da semana, diversos ônibus foram incendiados na capital catarinense e em outros municípios. Viaturas e prédios das polícias Civil e Militar foram atacados e, segundo a Secretaria de Segurança Pública, 22 atentados já foram registrados em Florianópolis, Criciúma, Itajaí Palhoça, Blumenau, Camboriú e Navegantes. A origem dos crimes ainda não foi esclarecida pela polícia.

Nove menores e um jovem de 18 anos foram presos na madrugada em Florianópolis. Em Palhoça, município vzinho à capital, dois homens foram detidos por suspeita de planejarem ataques a ônibus – eles carregavam cinco garrafas de gasolina. Em Itajaí, outras nove pessoas foram presas após serem flagradas preparando coquetéis molotov.

De acordo com o delegado Rui Garcia, titular da 4 ª Delegacia Regional de Itajaí, um dos suspeitos, Valmor Bianchi Amorim, de 18 anos, confessou ter colocado fogo em dois carros nos últimos dias. “Ele disse que fez isso a mando de um tal de ‘Dido’, que o ameaçou de morte”, explicou o delegado. A polícia não deu detalhes sobre o suposto mandante do ataque. As informações são do jornal Diário Catarinense e da Polícia Civil de Santa Catarina.

Atualizado às 16h34

(Com Estadão Conteúdo)