Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Polícia ouve quatro pessoas sobre morte do casal de PMs

Para a polícia, o principal suspeito continua sendo o adolescente Marcelo Pesseghini, de 13 anos, que teria matado os pais e depois se suicidado

Por Da Redação 8 ago 2013, 16h02

A Secretaria Estadual de Segurança divulgou os nomes das pessoas que prestarão depoimento nesta quinta-feira sobre as mortes de um casal de policiais militares, seu filho e mais duas familiares, ocorridas na última segunda-feira. Até agora, a versão da Polícia Civil é que o filho do casal, Marcelo Eduardo Pesseghini, de 13 anos, teria matado a família e depois se suicidado.

Ao longo do dia, o delegado da Divisão do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoas (DHPP) Itagiba Franco, responsável pelas investigações do caso, ouvirá quatro pessoas: Edilson Oliveira da Silva, que presta depoimento pela segunda vez e é primo de Luiz Marcelo Pesseghini, sargento das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota); um policial militar identificado como “Neto”, amigo da cabo Andreia Regina Bovo Pesseghini; o coronel Wagner Dimas, comandante do 18º Batalhão da Polícia Militar, onde Andreia trabalhava; e um amigo do menino Marcelo, que não pode ser identificado por ser menor de idade.

Seis perguntas que seguem sem resposta na morte dos PMs

(Com Estadão Conteúdo)

Vídeo mostra adolescente suspeito de matar os pais deixando o carro


https://youtube.com/watch?v=rfg-iSEXv0Y

Continua após a publicidade
Publicidade