Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia deflagra operações para conter crimes em Niterói

Secretário de segurança avisa que prepara pacote de medidas para conter onda de roubos e mortes nas cidades que ainda não têm UPPs

Um dia após o secretário de Segurança José Mariano Beltrame ter admitido, pela primeira vez, que bandidos estão migrando do Rio para Niterói, operações policiais foram deflagradas em cinco favelas com o intuito de localizar e prender os bandidos responsáveis pela onda de assaltos no município. Ainda nesta quinta-feira, Beltrame anunciará um pacote de medidas contra a violência em Niterói.

“Claro que há (migração), mas não é um dado mensurável – se é um, cem ou mil. Tivemos 472 prisões em Niterói e 32 no Rio”, disse Beltrame, ontem, durante uma inauguração no pacificado Morro da Providência, no Centro do Rio.

Pela manhã, um suspeito foi morto durante confronto com policiais militares na favela de Nova Brasília. Ele portava uma pistola calibre .45 e dois carregadores. A PM, que mobilizou 200 homens, também vasculha os morros do Preventório, Viradouro, Caramujo e Vila Ipiranga.

Já a Polícia Civil esteve no Morro da Coruja, em São Gonçalo, com agentes de quatro delegacias, além do apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e um helicóptero. Eles procuravam Patrick Augusto Santos de Oliveira, o Madrugadão, 18 anos, e Wallacy Santos Quintanilha, o PQD, 20. Os dois são suspeitos de integrarem a quadrilha que matou o sargento do 12º BPM (Niterói), Celso de Jesus, na segunda-feira, e o médico Carlos Vieira de Carvalho Sobrinho, 65, em Icaraí, no dia 31 de março. No entanto, nenhum dos dois foi encontrado.

Na semana passada, o prefeito de Niterói, Jorge Roberto Silveira, afirmou que a cidade vive uma onda de crimes sem precedentes. Há indícios de que, com a implantção das UPPs, bandidos expulsos de favelas do Rio migraram tanto para Niterói como para a região serrana. Ontem, o Ministério Público e a Coordenadoria de Inteligência da PM desmantelou uma rede de tráfico que levava drogas do interior de São Paulo para os municípios de Teresópolis, Niterói, São Gonçalo, Duque de Caxias, Araruama e Rio das Ostras.

LEIA TAMBÉM:

Reinaldo Azevedo: Niterói é vítima da política de segurança da dupla Cabral-Beltrame

Promotores e policiais desmantelam rede de tráfico no Rio

Roubos de carros voltam a assustar população do Rio