Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Polícia chinesa lança bombas de gás lacrimogêneo e agride manifestantes

Por Str 20 dez 2011, 08h25

A polícia chinesa lançou nesta quinta-feira bombas de gás lacrimogêneo e agrediu manifestantes que entraram em um edifício estatal no sul da China nesta terça-feira para exigir a transferência de uma central térmica que consideram poluente, indicaram por telefone manifestantes à AFP.

Moradores de Haimen, uma cidade da província de Guandong, exigem que seja transferida a um local mais longínquo esta central a carvão, por considerar que está prejudicando a saúde dos que vivem na região.

Segundo estas fontes, um jovem de 15 anos morreu e a polícia antidistúrbios atingiu seriamente outros cem manifestantes. A AFP não conseguiu entrar em contato com autoridades locais para conhecer sua versão dos fatos. Uma funcionária de um gabinete responsável pela segurança pública negou que estivessem ocorrendo distúrbios na cidade.

Haimen encontra-se a 115 km da localidade de Wukan, onde ocorreram recentemente manifestações contra as desapropriações de terras, apesar das ameaças das forças de segurança.

Continua após a publicidade
Publicidade