Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Polícia busca imagens dos assassinos de funcionária da Petrobras

Delegacia pediu gravações de câmeras dos prédios próximos ao local do crime

Por Pâmela Oliveira, do Rio de Janeiro 10 jan 2013, 15h06

A Polícia Civil do Rio de Janeiro procura imagens de câmeras de vigilância que levem aos assassinos da funcionária da Petrobras Rita de Cássia Pimenta, de 55 anos, morta a tiros na noite de quarta-feira. Agentes da Divisão de Homicídios (DH), responsável pelo caso, solicitou gravações de prédios próximos ao local do crime, na Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade.

Rita de Cássia foi atingida por dois disparos dentro de seu carro na Avenida João Cabral de Melo Neto, uma das vias de acesso ao conjunto de prédios do Condomínio Residencial Península, onde morava. A polícia trabalha com a hipótese de tentativa de assalto ou execução.

Ela trabalhava na Petrobras havia 34 anos e estaria prestes a se mudar para São Paulo, onde estava seu marido no momento do crime.

Publicidade