Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Polícia Civil abre inquérito para investigar fake news sobre Marielle

Posts em redes sociais serão analisados por especialistas para rastrear a sua origem; autores e quem repassou podem ser indiciados criminalmente

Nesta sexta-feira, a Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) do Rio de Janeiro instaurou um inquérito para tentar identificar os autores e disseminadores de textos difamatórios em redes sociais contra a vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada no último dia 14.

Um grupo de advogadas recolheu nas redes sociais, como Facebook e Twitter, e entregou à DRCI 17 000 postagens contendo mentiras sobre Marielle. Tanto quem criou como quem replicou esses textos podem ser indiciados pelos crimes de calúnia, injúria ou difamação. A maior pena prevista para esses crimes é de dois anos, no caso de calúnia.

Uma equipe de especialistas em rastrear a origem de postagens nas redes sociais começou a analisar as postagens neste sábado, dia 24.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Democrata Cristão (Liberdade de Expressão é meu direito CF 88 art 5 e art 220)

    “Podemos e devemos escrever em uma linguagem que semeia entre as massas o ódio, a repulsa e o desprezo daqueles que discordam de nós.”
    Vladimir Lenin

    Curtir

  2. Paulo Cesar Rodrigues

    Todos os dias milhares de pessoas morrem assassinadas nesse Brasil, e não se faz essa alarde que deveria ser feito e está fazendo nesse caso específico. Por que todo esse barulho? Afinal o Brasil é um país desarmado e um dos mais violentos que há na atualidade. Ela só foi mais uma das milhares de vítimas da violência que assola o Brasil.

    Curtir

  3. Paulo Bandarra

    Nunca fizeram o mesmo contra as fake news que a vereadora difundia sobre a PM.

    Curtir

  4. Paulo Bandarra

    Para ela é preciso provas.

    Curtir

  5. Paulo Bandarra

    Para a PM bastava boatos difundidos pelo tráfico virava provavereadora.

    Curtir

  6. Paulo Bandarra

    virava provas para a vereadora.

    Curtir

  7. Roderlei Bigliazzi

    Vão investigar também a Veja, a Globo, a Record, a Band, todos os jornais brasileiros por divulgarem a fake news da promotora? Canalhas.

    Curtir