Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PM morre em troca de tiros em favela na região central do Rio

Agentes da UPP do Morro da Providência foram alvejados na manhã deste domingo; incidente marca a 118ª morte de policiais no Rio de Janeiro

Uma troca de tiros na manhã deste domingo entre policiais e homens armados no Morro da Providência, na região central do Rio de Janeiro, resultou na morte de um agente da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Providência. Dois outros policiais ficaram feridos. O sargento Victor Aleixo Oliveira da Costa foi socorrido e levado ao hospital Souza Aguiar, no centro da cidade, mas não resistiu ao ataque e teve o falecimento confirmado pela Polícia Militar do estado.

A instituição informou que o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) foi acionado para reforçar o policiamento nos Morros da Providência e Pinto. Segundo nota divulgada pelo comando da UPP, o tiroteio ocorreu por volta das 6h no momento da troca dos oficiais de plantão, e “os policiais realizavam deslocamento pela Rua do Monte quando criminosos armados atacaram a guarnição”. Além dos agentes, um quarto homem também foi alvejado.

O incidente marca a 118ª morte de policiais no Rio de Janeiro. Nesta sexta, o soldado da PM Joubert dos Santos Lima, de 26 anos, morreu com um tiro no pescoço durante operação na favela Brejal, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio. Lima chegou a ser socorrido, mas morreu no Hospital Estadual Alberto Torres, também em São Gonçalo. No sábado, no mesmo município, sete pessoas foram mortas durante um confronto no Morro do Salgueiro.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. É uma cidade que vai morrendo aos poucos.

    Curtir

  2. Vítima de uma sociedade que não abre mão da sua permissividade.

    Curtir

  3. Pergunta fácil: quem põe armas nas mãos dos bandidos?

    Curtir

  4. Luiz Chevelle

    O Brasil é um dos poucos países em que matar policiais é esporte.

    Curtir

  5. Se fosse um bandido morto por um militar, os “direitos humanos” ja chegavam todos pronto pr’a guerra, mas como foi o oposto… Que se dane. Este pais ja caiu no fundo do poco e ninguem percebeu ainda.

    Curtir