Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PM é morto durante assalto na Baixada Fluminense

Paulo Vitor Barbosa Lopes, de 37, foi abordado por assaltantes nesta quarta-feira; número de policiais militares mortos no Rio chega a 64 no ano

O policial militar Paulo Vitor Barbosa Lopes, de 37 anos, foi morto a tiros na noite de quarta-feira, 22, durante um assalto em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Com esta morte, já são 64 PMs assassinados no Rio de Janeiro desde o início do ano.

Lopes, que era do 21º Batalhão da PM (São João de Meriti), estava de folga quando foi abordado por assaltantes. Ele foi reconhecido como policial pelos criminosos e atingido no tórax. Seu carro foi roubado. O PM chegou a ser levado para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, mas não resistiu aos ferimentos.

Na madrugada desta quinta, o Disque Denúncia divulgou que está oferecendo 5.000 reais de recompensa a quem der informações que levem à captura dos responsáveis pelo assassinato do policial.

Militares das Forças Armadas mortos

Dos 64 policiais militares assassinados de janeiro até ontem (22) no Rio, 17 foram mortos em serviço; 39 quando estavam de folga; e oito eram reformados. No ano passado, 134 PMs foram vítimas de homicídio no estado.

Nesta semana, três militares do Exército que atuavam na intervenção federal do Rio morreram em enfrentamentos com criminosos. Na terça-feira (21), o cabo Fabiano de Oliveira Santos e o soldado João Viktor Silva foram enterrados no Cemitério de Engenheiro Pedreira, em Japeri, na Baixada Fluminense. Nesta quinta-feira, o soldado do Exército Marcus Vinicius Viana Ribeiro, baleado há três dias durante uma megaoperação contra o crime organizado em comunidades da zona norte do Rio, foi enterrado.

(Com Estadão Conteúdo e Agência Brasil)