Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

PF prende acusado de abusar de 30 crianças pelo Facebook em SP

Homem prometia carreira de modelo para jovens entre 7 e 17 anos, usando perfis de falsas modelos para convencê-los a tirar fotos nuas

Por Da Redação Atualizado em 6 jul 2017, 18h03 - Publicado em 6 jul 2017, 10h41

A Polícia Federal prendeu, na manhã desta quinta-feira, um homem de 27 anos acusado de abuso sexual de, ao menos, trinta crianças e adolescentes, entre 7 e 17 anos, utilizando a rede social Facebook. A prisão ocorreu na Grande São Paulo, na residência do acusado, onde também foi feita a busca e apreensão de provas.

O caso foi registrado na 6ª Vara da Justiça Federal, em Guarulhos (SP). De acordo com as investigações, o suspeito fingia ser fotógrafo profissional e, a partir daí, “prometia uma carreira de modelo para as vítimas e após ganhar sua confiança, passava a solicitar que elas tirassem fotos de si próprias nuas”.

O inquérito contra o homem começou há dois meses, quando uma cooperação com a polícia dos Estados Unidos identificou a produção e o compartilhamento de material pornográfico pedófilo através da rede. Para superar os temores dos jovens, ele criou outros perfis, falsos, de supostas modelos, que, segundo a PF, “poderiam testemunhar as suas boas intenções”.

  • A investigação concluiu que a tática visava à obtenção da primeira foto e que, a partir daí, ele se utilizava de chantagens para expor as crianças e adolescentes à situações cada vez mais explícitas. Em um caso extremo, “uma vítima de dezesseis anos foi obrigada a praticar sexo oral com seu irmão de três anos e enviar-lhe fotos e vídeos do ato”, diz a nota da polícia.

    O homem será indiciado nos próximos dias e deverá responder pelos crimes de estupro de vulneráveis, produção, posse e distribuição de arquivos de abuso sexual de menores. As penas, somadas, podem alcançar entre dezessete e 36 anos de prisão.

    Continua após a publicidade
    Publicidade