Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Pezão nomeia filha de Fux desembargadora do TJ-RJ

Marianna Fux, de 35 anos, recebeu 125 votos de desembargadores ontem. Candidatura gerou polêmica entre advogados porque ela não comprovou dez anos ininterruptos de atividade profissional

Por Da Redação 8 mar 2016, 12h06

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), publicou hoje no Diário Oficial do estado a nomeação da advogada Marianna Fux, de 35 anos, filha do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux, como desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ). A candidatura de Marianna à vaga provocou críticas da Ordem dos Advogados do Rio de Janeiro (OAB-RJ) porque ela não comprovou atividade profissional por dez anos ininterruptos, um dos requisitos impostos a advogados que queiram se candidatar ao cargo de desembargador.

Na sessão de ontem do Tribunal Pleno do TJ-RJ, que encaminharia uma lista tríplice a Pezão, Marianna foi a mais votada entre os seis nomes indicados pela OAB-RJ. Do quórum de 143 desembargadores, a filha de Fux recebeu 125 votos, contra 34 do advogado Genílton Garcia Castilho. Depois de três escrutínios, a também advogada Katia Valverde Junqueira recebeu 120 votos e completou a lista.

Alvo de um pedido de impugnação de candidatura por um grupo de advogados fluminenses em 2014, Marianna só pôde entrar na disputa definitivamente em 25 de fevereiro, quando 54 dos 79 conselheiros da OAB-RJ votaram pela procedência da candidatura da filha do ministro do STF.

Mariana, cuja posse ainda não tem data prevista, vai ocupar a cadeira do ex-desembargador Adilson Vieira Macabu, aposentado em 2013. A vaga é referente ao quinto constitucional destinado a membros da OAB.

Continua após a publicidade
Publicidade