Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Perícia mostra que carro do atropelador estava a 100km/h

Velocidade é superior à permitida no túnel onde morreu o filho de Cissa Guimarães, mas não caracteriza a realização de um 'racha'

Por Leo Pinheiro 9 ago 2010, 17h25

O Instituto de Criminalística Carlos Éboli divulgou na tarde desta segunda-feira o laudo das perícias feitas no Siena dirigido por Rafael Bussamra, e da reconstituição da cena do atropelamento do músico Rafael Mascarenhas, filho da atriz Cissa Guimarães. Rafael morreu no acidente, na madrugada de 20 julho, quando andava de skate com amigos no Túnel Acústico, na Gávea, Zona Sul do Rio de Janeiro.

Segundo o documento, o veículo do atropelador estava a aproximadamente 100 km/h no momento do acidente. Já Bussamra, na noite da reprodução simulada, admitiu para os peritos do ICCE e para a delegada que investiga o caso que dirigia a cerca de 90 km/h. A velocidade é superior à permitida no túnel (80 km/h), mas não caracteriza, isoladamente, a realização de um “racha”. A delegada Bárbara Lomba, titular da 15ª DP, só vai se manifestar oficialmente sobre o resultado nesta terça-feira.

Segundo Bárbara Lomba, caso seja comprovado ‘racha’, Bussamra pode ser indiciado por homicídio com dolo eventual, que se configura quando o acusado não teve intenção de matar mais assumiu o risco de que suas atitudes poderia tirar a vida de outra pessoa.

Rafael Bussamra prestará depoimento ao major Bastos, da corregedoria da Polícia Militar, para esclarecer a participação do sargento Marcelo Leal e do cabo Marcelo Bigon na liberação do carro na madrugada do acidente. Roberto Martins Bussamra, pai de Rafael, denunciou que os PMS o ameaçaram e exigiram R$ 10 000 para liberar o carro. O irmão de Rafael, Guilherme Bussamra, que mora em São Paulo, também é esperado no escritório de advocacia, no centro da cidade, onde serão prestados os depoimentos.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)