Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

A prefeitos, Pazuello anuncia ‘dia D’ da vacinação: próxima quarta-feira

Ministro da Saúde informou a data em reunião com mais de cem prefeitos que cobravam mais detalhes do plano de imunização contra a Covid-19

Por Eduardo Gonçalves Atualizado em 14 jan 2021, 13h45 - Publicado em 14 jan 2021, 12h33

Em reunião com mais de cem prefeitos nesta quinta-feira, dia 14, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou que o início da vacinação contra a Covid-19 será na próxima quarta-feira, dia 20, às 10 horas. A informação foi confirmada por alguns mandatários que participaram do encontro e cobravam do ministro a definição sobre o “dia D” e a “hora H”, propalada pelo ministro na última segunda-feira, dia 11, em Manaus.

O cronograma ainda depende da aprovação da Agência Nacional de Vigilância (Anvisa), que vai analisar o uso emergencial das vacinas CoronaVac e Astrazeneca neste domingo, dia 17. Os dois imunizantes é o que estão em fase mais avançada para aprovação, segundo os prefeitos. Pelo cronograma divulgado, seriam 8 milhões de doses em janeiro e 30 milhões de doses em fevereiro.

  • “Serão 8 milhões de doses, que serão distribuídas aos estados a partir de segunda, 18”, afirmou o prefeito de Maringá, Ulisses Maia (PSD). O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), acrescentou que o governo federal priorizou as vacinas que serão produzidas no Brasil com transferência de tecnologia – é o caso da CoronaVac, Astrazeneca e Sputnik. Segundo ele, as três tem capacidade para diponibilizar cerca de 400 milhões de doses em 2021.

    O primeiro grupo que receberá as vacinas são os profissionais de saúde, idosos em asilos e indígenas. Em seguida, serão contemplados os idosos que têm mais de 75 anos.

    O presidente da Frente Nacional de Prefeitos, Jonas Donizette, foi pessoalmente ao encontro com o ministro, em Brasília, às 10h30 – os demais se reuniram por videoconferência.

    Continua após a publicidade
    Publicidade