Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pastor Marcos Pereira será investigado por homicídio

Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense recebe investigações referentes a três assassinatos. Mais uma mulher acusa o religioso de estupro

Preso por estupro, o pastor Marcos Pereira passa a ser também investigado formalmente por homicídio. A Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), que prendeu o líder da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (Adud), enviou para a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense três investigações de homicídio que têm Marcos Pereira como suspeito. As vítimas seriam duas pessoas próximas do pastor que presenciaram orgias promovidas por ele e um empresário.

Pastor Marcos Pereira, ‘o conquistador’: grampos flagram conversas com fiéis

De acordo com o jornal O Dia, o delegado Márcio Mendonça, da DCOD, encaminhou as investigações para que a Delegacia de Homicídios abra inquéritos para apurar as mortes e a localização dos corpos.

Na quinta-feira mais uma mulher prestou depoimento na DCOD e afirmou ter sido estuprada pelo pastor quando era menor de idade. Marcos Pereira foi preso na noite do último dia 7 por ter estuprado duas mulheres. Outros 20 casos de abusos ainda são investigados, alguns deles contra menores de idade. A DCOD investiga ainda suspeitas de ligação com traficantes e ocultação de armas para bandidos.

Leia também:

Pastor é acusado de estuprar menores e de matar uma delas

Pastor Marcos Pereira é preso por estupro no Rio

Ricardo Setti: Dilma se deixa abraçar por pastor suspeito de crime