Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Partido de Marina nega fraudes em coleta de assinaturas

Justiça Eleitoral apura possíveis irregularidades na criação do novo partido

Por Da Redação 21 ago 2013, 13h10

Idealizada pela ex-senadora Marina Silva, a Rede Sustentabilidade admitiu nesta quarta-feira a possibilidade de haver erros na coleta de assinaturas para a obtenção do registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas negou que tenha ocorrido fraudes no processo.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo desta quarta-feira, a Justiça Eleitoral detectou suspeitas de irregularidades em algumas assinaturas recolhidas nas cidades de Ourinhos, Mogi das Cruzes, São Bernardo do Campo e São José do Rio Preto, no estado de São Paulo.

Dois eleitores de Ourinhos, por exemplo, foram contactados pelos cartórios eleitorais e negaram ter assinado a ficha de apoio à criação do partido, apesar de seus nomes constarem em listas entregues pela Rede.

Leia também:

Marina reclama de demora dos cartórios para criar a Rede

A sigla de Marina Silva se esforça para obter a autenticação das 500.000 assinaturas a tempo de disputar as eleições do ano que vem. Para isso, o partido precisa ter o registro aprovado pelo TSE até o início de outubro.

Continua após a publicidade
Publicidade