Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Parentes de PMs protestam no Palácio dos Bandeirantes

Grupo pedia reposição salarial; seis representantes do movimento foram recebidos pelo secretário-adjunto da Casa Civil, Fabricio Cobra Arbex

Por Da redação Atualizado em 15 fev 2017, 17h11 - Publicado em 15 fev 2017, 15h34

Familiares de policiais militares realizam um protesto nesta quarta-feira em frente ao Palácio Bandeirantes, sede do governo de São Paulo, na Zona Sul da capital. O grupo pede por melhores condições de trabalho e reposição salarial aos agentes da PM paulista na esteira dos movimentos que acontecem no Espírito Santo e Rio de Janeiro.

Seis manifestantes foram recebidos nesta tarde pelo secretário-adjunto da Casa Civil do governo Geraldo Alckmin (PSDB), Fabricio Cobra Arbex. O protesto foi organizado pela Associação de Familiares e Amigos de Policiais do Estado de São Paulo (Afapesp). Em nota, a assessoria de imprensa do governo afirmou que as reivindicações “estão em análise nas áreas técnicas” e que a Secretaria de Segurança Pública “mantém diálogo com a categoria sobre reivindicações salariais”.

O grupo que se posicionou na frente do Palácio era formado por cerca de 15 pessoas que carregavam cartazes com os dizeres “Apertem os cintos. A Polícia sumiu” e a “Polícia está em luto e na luta”.

 

Protesto familiares PMs em frente ao Palácio dos Bandeirantes

 

Continua após a publicidade
Publicidade