Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Para Renan, Serraglio é ‘excelente nome’ para a Justiça

Investigado na Operação Lava Jato, líder do PMDB no Senado disse que investigação "caminha por si só" e não será "atrapalhada por ninguém"

O líder do PMDB do Senado, Renan Calheiros (AL), afirmou na tarde desta quinta-feira que a escolha do deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR) para comandar o Ministério da Justiça recaiu sobre um “excelente nome”. “É um parlamentar respeitado, tem trânsito com todo mundo e vai fazer um bom trabalho”, disse.

Investigado na Operação Lava Jato e ex-ministro da Justiça, Renan afirmou que nada – nem mesmo Serraglio – poderá parar o avanço da operação, que, em sua avaliação, “caminha por si só”. “Ela (a Lava Jato) jamais será atrapalhada por ninguém e o Osmar, o perfil dele, aponta na direção que vai fazer um grande trabalho não só na Lava Jato, mas também com todas as operações”, considerou.

O Palácio do Planalto oficializou no início da noite desta quinta-feira a nomeação do peemedebista paranaense à pasta que era ocupada pelo novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes. Em mensagem lida pelo porta-voz Alexandre Parola, o presidente Michel Temer classificou Osmar Serraglio como “jurista e congressista com larga trajetória parlamentar na Câmara de Deputados” e que “traz sua ampla experiência profissional e política para o trabalho de levar adiante a agenda de atribuições sob sua responsabilidade”.

Rompimento

Renan Calheiros não quis comentar a decisão do primeiro-vice-presidente da Câmara, o correligionário Fábio Ramalho (MG), de anunciar o rompimento com o governo após a bancada de Minas ter ficado, após a definição do novo ministro, fora do primeiro escalão da gestão Michel Temer.

Veja também

“Você não pode ter uma conotação meramente pessoal na nomeação de qualquer um para o ministério”, avaliou. Renan destacou que o PMDB do Senado não fez qualquer movimento para emplacar o novo ministro da Justiça e destacou que, dos nomes postos, Serraglio está entre os melhores “sem dúvida”.

A indicação de Serraglio para a Justiça tem causado desconforto dentro do PMDB da Câmara. Deputados externaram preocupação com a pouca influência que paranaense tem sobre a bancada do PMDB e a dificuldade de reverter sua nomeação em apoio à agenda de Temer.

Blackout

O líder do PMDB no Senado também não quis comentar a 38ª fase da Lava Jato, a Blackout, em que foram decretadas as prisões dos lobistas Jorge e Bruno Luz, respectivamente pai e filho. Mais cedo, o procurador da República, Diogo Castor de Mattos, da força-tarefa da operação, havia declarado que “agentes políticos do PMDB no Senado” foram beneficiários de parte dos 40 milhões de dólares em propina supostamente repassada pelos dois.

Renan repetiu o que constava em sua nota oficial divulgada ainda pela manhã, na qual diz não ver Jorge Luz há 25 anos. E que não teve nenhuma relação com ele.

“O senador Renan Calheiros reafirma que a chance de se encontrar qualquer irregularidade em suas contas pessoais ou eleitorais é igual a zero. O senador reitera ainda que todas as suas relações com empresas, diretores ou outros investigados não ultrapassaram os limites institucionais. Embora conheça a pessoa mencionada no noticiário (Jorge Luz), não o vê há 25 anos e que não possui nenhum operador”, diz a nota do peemedebista.

(com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Renan diz que Serraglio é um parlamentar respeitado, coisa que o próprio Renan não é, nem um pouquinho, antes pelo contrário!

    Curtir

  2. Angela Brandão Seger

    Renan, vah se catar!!!!!

    Curtir

  3. roberto ferro

    Se for bom pra ele será pessimo para o povo.VAGABUNDO.

    Curtir

  4. carlos campos alves filho

    Se o ¨”NOBRE” senador acha que o nome de Serraglio é bom , bom pra quem cara pálida.

    Curtir

  5. O calhorda ri na cara de todo mundo pois sabe que nada vai lhe acontecer. Sabe muita sujeira de muita gente boa.

    Curtir

  6. Se Renan disse que o cara é bom já começo a desconfiar …

    Curtir