Clique e assine a partir de 9,90/mês

Para 63% dos brasileiros, Olimpíada vai trazer mais prejuízos

Segundo pesquisa realizada pelo Datafolha, aversão ao evento é maior entre os moradores das regiões Sul e Sudeste

Por Da redação - Atualizado em 19 jul 2016, 13h23 - Publicado em 19 jul 2016, 09h01

A 17 dias da abertura da Olimpíada, 63% dos brasileiros acreditam que os jogos vão trazer mais prejuízos do que benefícios e cerca de 50% são contrários a realização do evento, segundo pesquisa do Datafolha divulgada no jornal Folha de S. Paulo nesta terça. Os cariocas, no entanto, revelaram uma avaliação menos negativa com a realização dos jogos na capital fluminense. 47% dos moradores do Rio acreditam que os jogos trarão mais prejuízo do que benefícios enquanto 45% fazem a avaliação contrária.

De acordo com pesquisa realizada pelo instituto entre os dias 14 e 15 de julho, o percentual de reprovação dobrou se comparado ao levantamento anterior, feito em junho de 2013 que, na época, apontava que 25% dos brasileiros se opunham aos jogos no Rio.

LEIA TAMBÉM:
Forças de segurança simulam abertura da Rio-2016
Brasil terá 142 atletas militares na Olimpíada

O número de brasileiros favorável aos jogos, de acordo com esse levantamento, é de 40% sendo que há três anos atrás eram 64%. A aversão ao evento é maior entre os moradores das regiões Sul e Sudeste, entre pessoas com mais instrução e com renda familiar mensal de cinco a dez salários mínimos.

Segundo o Datafolha, os moradores das regiões norte e nordeste e os jovens demonstram apoio maior à realização da Olimpíada. Para esta pesquisa, o instituto fez  2.792 entrevistas, com pessoas acima de 16 anos, em 171 municípios de todo o país. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos.

Continua após a publicidade

Desinteresse – Ainda segundo o levantamento, 16% dos brasileiros revelaram ter muito interesse no evento. Em 2013, o percentual estava em 35%. Já a taxa dos que afirmaram não ter nenhum interesse cresceu de 28% para 51%. Os pouco interessados no evento recuaram de 37% para 33% dentro no mesmo período.

Publicidade