Clique e assine a partir de 9,90/mês

Operação encontra cerveja na unidade prisional da PM do Rio

Policiais presos tentaram impedir vistorias nas celas e ameaçaram fazer motim

Por Da Redação - 3 mar 2014, 20h10

Uma operação da Auditoria da Justiça Militar, da Corregedoria Interna da PM e do Ministério Público estadual, na tarde desta segunda-feira, encontrou cerveja, microondas e aparelhos de ar-condicionado na Unidade Prisional da Polícia Militar, em Benfica, na Zona Norte do Rio. A ação tinha como objetivo verificar denúncias de regalias na prisão. A unidade, que já teve o nome de Batalhão Especial Prisional (BEP), é a prisão onde ficam detidos os PMs acusados de crimes, à espera de julgamento.

No início da operação, presos tentaram impedir a vistoria das celas, ameaçando fazer um motim. O Batalhão de Choque foi acionado e garantiu a realização da verificação.

Parte do material proibido estava escondida na lixeira e em fundos falsos dentro de algumas celas. Foram apreendidos pelo menos dez aparelhos de ar-condicionado, um forno de microondas e outros eletrodomésticos, além de latas de cerveja.

O material apreendido foi levado para a 1º Delegacia de Polícia Judiciária Militar (1ª DPJM). Em nota, a PM negou que tenha havido ameaça de motim.

Continua após a publicidade

Não foi a primeira vez que foram encontradas cervejas no antigo BEP. Em 2011, foram apreendidas 2.600 latas de cerveja em um automóvel Fiat no estacionamento destinado a visitantes da unidade. Na época, o motorista do veículo alegou que as cervejas haviam sido encomendadas por um interno.

Leia também:

PMs presos no Rio encomendam cerveja

Publicidade